Pesquisa com uso de plasma para tratar infectados por coronavírus será feita no DF

Na capital federal, a Fundação Hemocentro e a Universidade de Brasília vão começar a testar o uso de plasma para tratar infectados por coronavírus. A pesquisa vai avaliar a eficácia do tratamento para pacientes da Covid-19 com os anticorpos de quem já se recuperou da doença.


O anúncio foi feito nesta quarta-feira pelo Governo do Distrito Federal, e o cadastro para interessados em participar do estudo já está aberto no site hemocentro.df.gov.br.


A técnica de transferir anticorpos de pessoas curadas para doentes já foi estudada anteriormente com outras doenças virais em outras partes do mundo, e mostrou melhora nos quadros clínicos, como afirmou o diretor-presidente do Hemocentro, Osnei Okumoto.


Para o governador Ibaneis Rocha, os resultados da pesquisa vão ajudar outros estados, além do Distrito Federal.


No Brasil, Rio de Janeiro e São Paulo também estão pesquisando esse modelo de tratamento.

Compras por aplicativos têm alta de 30% durante pandemia, diz pesquisa

“PF não é órgão de inteligência da presidência”, Moraes ao suspender nomeação de Ramagem