Mulher de 41 anos é presa em Capinópolis após série de furtos

A autora presentou comportamento agressivo ao ser confrontada sobre os furtos. A mulher ainda danificou uma porta de vidro no 5º Pelotão e agrediu fisicamente um policial militar após ser presa

Capinópolis, Minas Gerais — Uma mulher de 41 anos foi presa no início da tarde desta quinta-feira (07.maio.2020) após cometer uma série de furtos no centro comercial da cidade.

Inicialmente, a mulher furtou R$30 em uma sorveteria da Rua 102. O proprietário, 44 anos, disse à mulher que acionaria a Polícia Militar (PM) caso não fosse devolvido a quantia. Nervosa, a mulher deu início a um bate boca.

A Mulher saiu da sorveteria, atravessou a Rua 102 e entrou em uma conceituada loja de confecções, calçados e acessórios. A proprietária da loja confirmou à PM que a autora furtou um óculos, um aparelho celular da loja e pode ter levado outros pertences que não haviam sido identificados.

A PM foi acionada e deu início ao rastreamento. Minutos depois, o militar receberam a ligação de um funcionário de um supermercado da área central da cidade, comunicando que a autora estava nas dependências daquele estabelecimento e havia acabado de praticar um furto peças de roupas e um calçado em uma boutique que fica instalada na esquina da Rua 104 com a Avenida 101.

O policial militar, que chegou conduzindo a motocicleta da PM, abordou a mulher nas dependências do supermercado e a identificou com sendo moradora de Ipiaçu, no Pontal do Triângulo. Quando a funcionária da boutique solicitou que a autora devolvesse o material do furto, a mulher deu início a um escândalo e se trancou no banheiro do supermercado. Testemunhas alegaram à PM que a mulher vestia as peças da roupa furtadas por baixo da vestimenta. Quando o policial militar conseguiram acessar o banheiro, visualizou as peças furtadas.

A mulher foi encaminhada até o 5º Pelotão PM de Capinópolis.

Ao chegar até a unidade do pelotão, a mulher —muito alterada — começou a chutar uma porta de vidro, danificando-a. Em outro momento, a mulher agrediu o militar com chutes e danificou um aparelho celular que gravava a ação.

Segundo apurado pelo Tudo Em Dia, a mulher é usuária de drogas e enfrenta desorganização mental.

A autora foi encaminhada ao Pronto Atendimento de Capinópolis e deixada à disposição da Justiça.

Publicidade

O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni; participa de coletiva de imprensa no Palácio do Planalto / © Marcello Casal Jr / Agência Brasil Política

Mães menores de idade e pais solteiros receberão auxílio emergencial

Mecânico da Coopercitrus faz a entrega do trator ao Sindicato