Pacientes assintomáticos não impulsionam Covid-19, diz OMS

Digiqole Ad

Maria Van Kerkhove, chefe da unidade de doenças emergentes da Organização Mundial da Saúde (OMS), afirmou em entrevista que é extremamente rara a a propagação do coronavírus SARS-Cov 2, causador da Covid-19, por meio de pacientes assintomáticos.

“A partir dos dados que temos, ainda parece ser raro que uma pessoa assintomática realmente transmita [o vírus] adiante para um indivíduo secundário”, explicou Van Kerkhove.

Apesar de reconhecer estudos que mostram esse tipo de disseminação — assintomática ou pré-assintomática — em casas de idosos ou ambientes domésticos, a especialista afirma ser necessário mais pesquisas sobre a questão.

A médica reconheceu que alguns estudos indicaram disseminação assintomática ou pré-sintomática em lares de idosos e em ambientes domésticos.

Porém, Van Kerkhove declarou que são necessárias mais pesquisas e dados para “responder verdadeiramente” à questão se o coronavírus pode se espalhar amplamente por pessoas assintomáticas.

Ainda segundo Kerkhove, é necessário traçar todos os contatos que pessoas que desenvolveram a doença tiveram com outros indivíduos.

Com informações da Agência Brasil

Veja também:

Apoio:

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis

Central de Jornalismo

https://www.tudoemdia.com

Leia também

Bloqueador de Publicidade

Detectamos um bloqueador de publicidade no seu navegador. Por gentileza, apoie o jornalismo independente brasileiro

Refresh

error: A cópia do conteúdo do Tudo Em Dia é proibida