Capinópolis pode decretar ‘lockdown’ ainda nesta semana

O lockdown é a medida mais rígida do distanciamento social, que deixam de ser orientação e passam a se tornar obrigatórias. A medida se deve às dezenas de casos de contaminação por Covid-19

A pandemia de Covid-19, proporcionado pelo agente coronavírus, vem colapsando o Sistema Único de Saúde (SUS). Minas Gerais apresenta resultados crescentes de casos da doença e o interior do Estado é onde se concentram o maior número de pacientes. Aproximadamente de 84,6% dos 28.918 casos de infecção pelo agente coronavírus SARS-Cov2 estão fora da capital mineira e região metropolitana de Belo Horizonte.

Capinópolis, no Pontal do Triângulo Mineiro, viu o número de casos de Covid-19 saltarem em menos de um mês. No final de maio, havia apenas 1 caso confirmado da doença e no último boletim, publicado na terça-feira (23.jun.2020), o número de infectados já somam 52.

Sandra Barbosa, secretária de saúde do Município de Capinópolis, vem tomando medidas preventivas desde março deste ano, quando ainda não haviam casos registrados. No dia 18 de março de 2020, a primeira ação foi tomada com a decretação de Emergência em Saúde Pública. A última ação ocorreu no último domingo (21.jun.2020) com a publicação de um decreto mais rígido.

Decreto nº. 4.710/2020 proíbe as atividades de cinemas, clubes, academias de ginástica, boates, salões de festas, teatros, casas de espetáculos e clínicas de estética. As reuniões que excedam 10 pessoas estão proibidas — o que inclui as atividades religiosas. As atividades de bares, restaurantes e lanchonetes podem operar apenas em regime de delivery (entrega).

Na última semana, Sandra Barbosa, participou de uma entrevista ao vivo no Tudo Em Dia e atribuiu o aumento no número de casos à falta do isolamento e às testagens em massa. Capinópolis, com apenas 16 mil habitantes, testa mais pacientes do que Ituiutaba, com 104 mil habitantes. (Assista à entrevista).

Na última terça-feira (23), Sandra Barbosa cedeu entrevista a um jornal da capital mineira, Belo Horizonte, e reforçou a informação. “Adotamos a política de testar todos os contatos domiciliares de quem apresentou resultado positivo, mesmo que assintomáticos, além de testar viajantes, o que a maioria dos municípios não faz”, disse a secretária de saúde ao jornal.

Por conta do crescente aumento de casos, a secretária afirmou que Capinópolis deve decretar lockdown até o fim da semana. “Era o que todos deveriam fazer, ficar tudo fechado por pelo menos 15 dias para avaliarmos a situação e definir os próximos passos com segurança”, concluiu Sandra Barbosa.

O lockdown é a medida mais rígida do distanciamento social, que deixam de ser orientação e passam a se tornar obrigatórias.

CRV Industrial efetua entrega alimentos doados durante live em Capinópolis

PMMA apreende armas, aves silvestres em Capinópolis e autua homem em mais de R$17 mil