Bombeiros são acionados após incêndio de grandes proporções na região rural em Canápolis

O fogo foi controlado após aproximadamente seis horas de trabalho intenso dos Bombeiros. Estima-se uma área queimada acima de 300 alqueires, dentre lavouras de cana, sorgo, milho, seringueira.

Foto: Bombeiros/Divulgação
Foto: Bombeiros/Divulgação

Canápolis, Minas Gerais — Os Bombeiros do 2º Pelotão de Ituiutaba foram acionados no último sábado (18.jul.2020) para atenderem ocorrência de incêndio na região rural de Canápolis.

Devido as proporções do incêndio a fumaça podia ser vista a quilômetros do foco.

De imediato uma guarnição de socorro foi enviada ao local. Chegando ao local depararam com chamas altas e uma grande extensão de área incendiando.

O combate foi iniciado utilizando técnicas de combate a incêndio florestal. O fogo foi controlado após aproximadamente seis horas de trabalho. Houve apoio de oito caminhões pipa e mais de 20 máquinas pesadas entre tratores, pás carregadeiras e outras, pertencentes a Destilaria Antônio Monti Filho, a prefeitura de Canápolis e às empresas e fazendas da região. Estima-se uma área queimada acima de 300 alqueires, dentre lavouras de cana, sorgo, milho, seringueira.

Foto: Bombeiros/Divulgação
Foto: Bombeiros/Divulgação

O artigo 250 do Código Penal, para quem provocar incêndio, expondo a perigo à vida, à integridade física ou ao patrimônio de outras pessoas, possibilidade de reclusão de três a seis anos, e multa. Na lei dos crimes ambientais (lei nº 9.605/1998), também há previsão específica de penalidade, no artigo 41, para quem provocar incêndio, a pena é de detenção de seis meses a um ano, e multa.

Rede pluvial no Portal dos Ipês é uma conquista aos moradores

Filha que mantinha pai em cárcere privado tem habeas corpus negado