Professora de Capinópolis usa criatividade para atrair atenção durante aulas on-line

Segundo Luciana Malaquias, professora da Escola Municipal Higino Guerra, a criatividade ajuda no aprendizado dos alunos, já que as aulas remotas não contam com o contato humano da aulas presenciais

A professora Luciana Malaquias interpretou os personagens do livro 'Chapeuzinho Vermelho' | Foto: Reprodução
A professora Luciana Malaquias interpretou os personagens do livro ‘Chapeuzinho Vermelho’ | Foto: Reprodução

A pandemia de Covid-19, causada pelo coronavírus SARS-COV 2, mudou a rotina de grande parte do planeta. Os sistemas de saúde, econômico, social e educacional foram impactados de forma drástica.

Em Capinópolis, no Triângulo Mineiro, as aulas presenciais foram suspensas em 18 de março. Em maio, a secretária de Educação do município, Iracilda Duarte, anunciou medidas para retomada das aulas de forma on-line.

Com as aulas sendo realizadas de forma remota, professores, alunos e pais precisaram experimentar diferentes ferramentas e formatos de aulas para dar continuidade aos estudos. Mesmo com desafios, o sistema de aulas remotas vem apresentando resultados positivos.

Luciana Malaquias, professora na Escola Municipal Higino Guerra — uma das instituições de ensino mais conceituadas no Pontal do Triângulo Mineiro— usou a criatividade para atrair a atenção dos alunos.

A professora dramatizou a história do livro ‘Chapeuzinho Vermelho’, interpretando todos os personagens. A história foi transmitida via WhatsApp aos alunos e posteriormente, publicada em uma rede social. Assista:

Posteriormente, os alunos foram convidados a interagir e responder questões sobre o vídeo. O aluno Frederico demonstrou que aprendeu a lição.

Questionada sobre os resultados da criatividade nas aulas on-line, a professora afirmou que as medidas auxiliam no aprendizado.

“Ajuda muito, por que eles ficam mais empolgados. Ajuda muito usar a criatividade e a gente tem que estar sempre mudando. É um prazer trabalhar com crianças, é o que eu mais gosto de fazer”, relatou Luciana Malaquias ao Tudo Em Dia.

O vídeo acabou chamando a atenção de uma escritora da cidade de Uberlândia, também na região do Triângulo Mineiro.

Andréa Brandão, natural de Passos, Minas Gerais, é autora de dois livros infantis Flavilu, a guardiã do templo sagrado e Flavilu e a aventura acorda Mundo.

Filha de costureira, Andréa Brandão também é autora do livro Retalhos de Uma Vida, onde relata trechos da infância, vivida em Capinópolis. A escritora registra boas lembranças no livro, que conta com detalhes algumas passagens marcantes que viveu ou que a relataram.

Ao assistir ao vídeo da aula, a escritora demonstrou alegria e disse que gostaria de ver a professora Luciana interpretando a personagem de seu livro, a Flavilu. Livros autografados foram enviados pela autora à Escola Municipal Higino Guerra.

Flavilu e a aventura acorda Mundo conta a história de uma criança diferente e especial, que, após encontrar um amiguinho incomum, parte para uma aventura inimaginável e mobiliza todos ao seu redor para mudanças de hábitos e comportamentos. 

Andréa Brandão - Foto divulgação
Andréa Brandão – Foto divulgação

“São dois livros para crianças e jovens 9 a 12 anos. Foi um projeto cultural incentivado pela prefeitura municipal de Uberlândia. A temática é sustentabilidade e anti-tabagismo”, disse Andréa Brandão, que elogiou a forma criativa da professora de Capinópolis. “Explorar esses meios digitais podem ser uma forma de atração para algo diferente [no ensino]”, destacou.

Segundo a professora Luciana Malaquias, ela deve interpretar a Flavilu em breve.

De acordo com Iracilda Duarte, “O aproveitamento das aulas on-line, de uma forma geral, tem sido significativa, porém, deixando a desejar, por que os pais não tem o dom de dar aulas, às vezes não tem a paciência, [não tem] o conhecimento e a parte pedagógica que o professor tem. Às vezes eles [pais] não tem uma internet que descarregue os vídeos para que o aluno entenda, são vários fatores que influenciam. A nossa equipe tem feito o máximo, ela tem se desdobrado, tem trabalhado mais do que se fosse presencial”, disse Iracilda Duarte, reconhecendo os desafios do sistema das aulas on-line.

Segundo Iracilda, uma ‘força-tarefa’ será desenvolvida quando as aulas retornarem de forma presencial. A medida buscará sanar as dúvidas e dificuldades enfrentadas pelos alunos durante as aulas remotas, buscando minimizar os impactos negativos no aprendizado. A secretária de educação agradeceu ao empenho dos professores e pais.

“Aproveitando para agradecer a equipe de trabalho, que tem doado o máximo para que tudo venha acontecer. Agradecer aos pais, que na medida do possível, tem dado apoio. Além de agradecer, quero fazer um pedido para que os pais não desistam de seus filhos, eles ficam conosco por dois, três, quatro anos, mas com eles [pais] será a vida toda. Da mesma forma que eu quero que os professorem doem o melhor para os alunos, eu quero que os pais doem o melhor para os filhos”, finalizou Iracilda Duarte.

O trânsito ficou interditado nos sentidos da pista | Foto: Bombeiros/Divulgação

Homem fica ferido em acidente na BR-365

(Esq) Cleidimar Zanotto, Sandra Barbosa e André Janones | Foto: Divulgação

Deputado André Janones participa de evento de entrega de aparelho de raio-x em Capinópolis