Chefe do Cartório Eleitoral, Juliana Pereira, fala sobre o pleito eleitoral de 2020

Toda a equipe do cartorio eleitoral está com os dias agitados nos preparativos para as eleições de 2020, vistoriando nesta semana os locais de votação nas quatro cidade que compõem o Cartório Eleitoral em Capinópolis, Cachoeira Dourada, Canápolis e Centralina.

“Aqui nós estamos conferindo a existência de tomadas funcionando nas salas onde serão montadas as sessões eleitorais, bem como averiguando o espaço para a formação de filas, observando o distanciamento social”, pontuou Juliana quando vistoriava o prédio da escola Governador Juscelino em Capinópolis, que abrigará as sessões 42, 44*, 51, 50*, 52, 43* (sendo que as sessões 43 e 44 serão agregadas).

Juliana foi entrevistava na última terça-feira na Rádio Novo Tempo FM, onde falou sobre os preparativos para o pleito eleitoral.

“Quero agradecer a oportunidade poder prestar alguns esclarecimentos com relação às Eleições. Esse contexto da pandemia realmente pegou a todos nós de surpresa e o TSE – Tribunal Superior Eleitoral determinou a realização de eleições, apesar de ter adiado. Inicialmente, as eleições seriam em outubro e este ano serão dia 15 de novembro. Um dos desafios, nós pensávamos que poderia ser o recrutamento de mesários, mas nós temos aqui um corpo de mesários excelente, maravilhoso, eu sempre digo e sempre agradeço. Não tivemos praticamente nenhuma desistência, mas por conta da pandemia, alguns procedimentos tiveram que ser realizados. Os mesários, que haviam trabalhado nas eleições de 2018, que estão no grupo de risco, foram dispensado este ano. Servidores da área de saúde, pelo risco de no dia da eleição terem que ser convocados para algum tipo de trabalho, também por orientação do TRE – Tribunal Regional Eleitoral, nós tivemos que excluir do quadro de mesários. Tirando esses contratempos com relação a mesários, aqui em Capinópolis e Cachoeira Dourada está bem tranquilo. O TSE já está até com uma campanha com o doutor Dráuzio Varela, onde os mesários terão à sua disposição para prevenção à pandemia do covid, três máscaras para uso durante todo o dia, álcool em gel e álcool líquido. Nós estamos firmando parcerias com as prefeituras e o que mais for possível para a limpeza constante dos locais de votação no dia das eleições. A nossa intenção é garantir um ambiente tranquilo e livre de vírus em toda a nossa zona eleitoral, tanto Capinópolis, quanto Cachoeira Dourada, Canápolis e Centralina. O nosso quadro de mesários já está praticamente fechado. Os mesários já estão sendo convocados por Whatsapp e e-mail, mas quem tiver interesse em se candidatar para trabalhar nas eleições como auxiliar ou mesmo mesário, pode entrar em contato com o Cartório Eleitoral através do nosso telefone, que também é Whatsapp, 3263-2044, e por e-mail também, que é [email protected]  Apesar do atendimento presencial, externo, ao público, estar suspenso, nós estamos e sempre estivemos desde o começo da pandemia com o atendimento remoto. Eu creio que todos que entraram em contato com qualquer um de nós, servidores do Cartório Eleitoral, foram atendidos. Para garantir também a segurança dos eleitores no dia das eleições, o TSE determinou que as eleições serão sem biometria. Os eleitores que não realizaram a biometria vão poder votar, que não fizeram a revisão biométrica e, mesmo os que têm biometria, a mesma não será utilizada, para a prevenção também à pandemia de covid. Nós não sabemos como estará até o dia 15 de novembro, a questão da pandemia, tanto na nossa cidade, quanto no país inteiro, então essa já foi uma determinação tomada antes desse momento mesmo”.

Pergunta: Em todas as eleições anteriores, os eleitores tinham uma disponibilidade de urnas eletrônica no comércio de Capinópolis, Cachoeira Dourada e Ipiaçu, para treinarem o voto, e nessas eleições parece que não teremos?

Juliana: Realmente. Devido à pandemia esse ano não haverá treinamento, mas no site do TSE há um simulador de votação. Se alguém tiver alguma curiosidade para treinar o voto. E essa eleição é bem mais simples. Os eleitores, principalmente aqui na nossa cidade, que não é de grande porte, normalmente já conhecem os seus candidatos, são apenas dois cargos em votação esse ano, vereador e prefeito, o eleitor pode levar a ‘colinha’, da mesma forma de sempre, mas nos cremos que essa falta de treinamento na urna esse ano não terá tanto prejuízo.

Pergunta: E o horário de votação, haverá alguma alteração?

Juliana: Nós tivemos uma alteração no horário de votação, que é muito importante. Será muito divulgado, mas é importante que seja ressaltado, nesse momento quem tiver interesse já de planejar. Antes, o horário de votação era das 8h às 17h, e esse ano, por determinação do TSE, o horário foi alterado e aumentado em uma hora, então as eleições vão iniciar às 7h e encerrará 17h. Os eleitores que estiverem na fila às 17h, receberão senha e poderão votar, sempre como aconteceu em todas as eleições. É importante ressaltar que por determinação do TSE, o horário de 7h às 10h é preferencial aos eleitores que têm preferência para votar: os idosos, que são grupo de risco, mas se não houver eleitores preferenciais, os demais eleitores também poderão votar nesse horário. Nós realizamos, justamente por conta da pandemia e como sempre é feito aqui na nossa zona eleitoral, uma reunião com os partidos, que foi muito proveitosa, foram repassadas várias informações com relação a convenções, que eles já iniciaram dia 31 de agosto. Sobre o registro de candidatura, uma prévia sobre a propaganda eleitoral para os pré-candidatos. Essa reunião foi realizada com a Justiça Eleitoral em parceria com o Ministério Público Eleitoral.

Pergunta: Haverá alteração com referência aos locais de votação?

Juliana: No município de Capinópolis, houve alteração de vários locais de votação. Nós divulgaremos essas alterações com antecedência e no momento próximo às eleições também, bem como no dia das eleições, colocaremos faixas no município, mas interessante que o eleitor fique atento, porque vários locais de votação foram extintos. Nós mantivemos os locais de votação mais centralizados para facilitar a fiscalização da própria Justiça Eleitoral, das polícias militar e civil, e houve uma determinação também do TSE para reduzir a quantidade de seções devido à diminuição da quantidade de urnas eletrônicas. Assim que for divulgado essas alterações de seções e de locais de votação, é interessante que o eleitor que tiver alguma dúvida, que entre em contato com o cartório eleitoral. Mais uma vez que queria ressaltar que a responsabilidade da Justiça Eleitoral com a realização dessas eleições, já que houve a determinação do próprio TSE, houve um aumento no número de auxiliares, para orientar os eleitores, as pessoas que tiverem alguma dificuldade nos locais de votação. Está se tendo uma preocupação muito grande com a segurança e a saúde de todos os eleitores e mesários.

Quero ressaltar que no que depender da Justiça Eleitoral, serão como sempre eleições seguras e que garantam a segurança do voto e das eleições como um todo.

MP Eleitoral e Justiça Eleitoral fizeram reuniões com partidos e futuros candidatos da comarca de Capinópolis

Convenções aprovam nomes para disputar prefeitura de Capinópolis