Polícia investiga produtos que chegam à Cachoeira Dourada sem que vítimas tenham comprado

O caso vem chamando a atenção na pequena cidade. Pessoas recebem bolsas, roupas e eletrodomésticos sem terem adquirido o bem

Cachoeira Dourada, Minas Gerais. Um caso vem chamando a atenção da população na turística Cachoeira Dourada. Produtos chegam à cidade sem que as pessoas tenham efetuado a compra.

Segundo a Polícia Militar de Minas Gerais, as vítimas recebem roupas, bolsas e até eletrodomésticos. Cinco pessoas já foram vítimas.

O que parece ser um presente de um benfeitor, na verdade, é obra de um estelionatário. Os documentos, nome e endereço das vítimas são utilizados e a nota fiscal confirma os dados.

Na manhã da última quinta-feira (08.out.2020), por volta de 10h30, uma moradora da cidade recebeu uma máquina de lavar de uma empresa que comercializa produtos via Internet. Uma transportadora entregou o produto.

A mulher comunicou à PMMG que não efetuou o pedido, mas confirmou que todos os dados contidos na nota fiscal, são dela.

A máquina de lavar foi apreendida pela polícia.

Em todos os casos, a polícia orienta as vítimas à estornar a compra junto à empresa e cancelar o cartão de crédito.

O caso pode estar ocorrendo em outras cidades da região.

A PMMG pontuou que trabalha em conjunto com a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) para prender o suspeito. A delegacia da Polícia Civil de Capinópolis, Minas Gerais, está investigando o caso.

A máquina de lavar foi recebida por uma dona de casa, que acionou a PMMG. O produto foi apreendido | Foto: PMMG/Divulgação
A máquina de lavar foi recebida por uma dona de casa, que acionou a PMMG. O produto foi apreendido | Foto: PMMG/Divulgação

Cartório Eleitoral divulga nome de mesários que serão substituídos em Capinópolis, Canápolis e Centralina

Livro conta a história de superação de vítima de botulismo em Canápolis