Hospital de Amor promoverá capacitação de profissionais para sinais do câncer infantojuvenil

Hospital de Amor Infantojuvenil de Barretos | Foto: Paulo Braga
Hospital de Amor Infantojuvenil de Barretos | Foto: Paulo Braga

Barretos, São Paulo. O Hospital de Amor — referência na América Latina no tratamento de câncer—, promoverá capacitação de profissionais da saúde de todo o Brasil para sinais e sintomas do câncer infantojuvenil.

O evento substituirá a tradicional ‘Caminhada Passos que Salvam’ em 2020, devido à pandemia de Covid-19.

Os profissionais do setor da saúde de todo o país podem participar e não há número limitado de vagas, já que o encontro se dará por meio da Internet.

1ª etapa

A primeira etapa será uma live no dia 20 de novembro, das 17h30 às 20h. O evento será realizado no canal do Youtube do Hospital (youtube.com.br/hospitaldeamor), apresentando os quatro tumores mais incidentes em crianças e também os sinais e sintomas que mais confundem seus diagnósticos.

2ª etapa

A segunda etapa será em EAD (Ensino à Distância) com vários módulos abrangendo os principais tumores das crianças e dos adolescentes. Para participar do Curso EAD basta realizar a inscrição gratuitamente através do site www.oncoeventos.com.br. Haverá entrega de certificado após a conclusão de todo programa.

Médicos e enfermeiros devem efetuar a inscrição até esta terça-feira (17.nov.2020).

Hospital de Amor

Dr. Paulo Prata, Dra. Scylla Duarte Prata

Na década de 1960, o único centro especializado para tratamento de câncer situava-se na capital do estado de São Paulo e os pacientes que apareciam no Hospital São Judas de Barretos com a doença, eram, em sua maioria, previdenciários de baixa renda, com alto índice de analfabetismo. Por isso, tinham dificuldades de buscar tratamento na capital, por falta de recursos, receio das grandes cidades, além da imprevisibilidade de vaga para internação.

Em 27 de novembro de 1967, foi instituída a Fundação Pio XII e, conforme memorando 234, de 21 de maio de 1968, assinado pelo Dr. Décio Pacheco Pedroso, diretor do INPS, passou a atender pacientes portadores de câncer.

Este pequeno Hospital contava com apenas quatro médicos: Dr. Paulo Prata, Dra. Scylla Duarte Prata, Dr. Miguel Gonçalves e Dr. Domingos Boldrini. Eles trabalhavam em tempo integral, dedicação exclusiva, caixa único e tratamento personalizado. Filosofia de trabalho que promoveu o crescimento da Instituição.

Devido à grande demanda de pacientes e ao velho e pequeno hospital não comportar todo crescimento, o Dr. Paulo Prata, idealizador e fundador, recebeu a doação de uma área na periferia da cidade e propôs a construção de um novo Hospital que pudesse responder às crescentes necessidades.

No ano de 1989, Henrique Prata, filho do casal de médicos fundadores do hospital, abraça a ideia do pai e com a ajuda de fazendeiros da cidade e da região realiza mais uma parte do projeto. O pavilhão Antenor Duarte Villela, onde, hoje, funciona uma parte dos dos ambulatórios do novo hospital, é inaugurado em 6 de dezembro de 1991.

Dando sequência ao projeto, que vem ganhando grandes proporções com a ajuda da comunidade, de artistas, da iniciativa privada e com a participação financeira governamental, outras áreas do hospital estão sendo construídas para atender, gratuitamente, os pacientes com câncer que chegam até nós.

Uma maneira que o hospital encontrou de homenagear estas pessoas que contribuem com esta causa é colocar nos pavilhões os nomes dos artistas.

Novo nome

Em novembro de 2017, a instituição assumiu como nome o apelido pelo qual já era conhecido entre seus pacientes, familiares, médicos e parceiros, passando a se chamar “Hospital de Amor”.

A entidade busca a excelência no atendimento médico hospitalar, através de ações humanizadoras, constante aperfeiçoamento técnico e profissional, divulgação científica do ensino e pesquisa, o que nos permite absorver a crescente demanda e com isso realizar o fortalecimento do Sistema Único de Saúde.

O Hospital de Amor recebe diversos tipos de doação e depende delas para poder sanar seu déficit mensal. Acesse nossa área de doação e voluntariado para descobrir como você pode contribuir com nossa causa. Clique aqui para acessar.

Homem de 37 anos que colocou fogo na casa dos pais em Capinópolis está preso

Fórum Odovilho Alves Garcia | Foto: Paulo Braga/Tudo Em Dia

TJMG divulga editais de estágio para graduandos e pós-graduandos em Direito