in

TJMG promove debate sobre violência psicológica contra a mulher

A desembargadora Ana Paula Caixeta comenta que a violência psicológica é sutil e profunda
A desembargadora Ana Paula Caixeta comenta que a violência psicológica é sutil e profunda

As várias formas de violência psicológica contra a mulher e como as agressões afetam a vida das vítimas serão o tema de um bate-papo online promovido pela Coordenadoria da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar (Comsiv) do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG).

O webinário acontece na quarta-feira (25/11) e terá como debatedoras a professora Elza Melo, médica, idealizadora e coordenadora do projeto Para Elas, da UFMG, e Regina Pimentel, psicóloga do programa Dialogar, da Polícia Civil de Minas Gerais.

O juiz Marcelo Gonçalves de Paula, titular do 2º Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher da Comarca de Belo Horizonte, atuará como mediador.

Dano emocional

A superintendente da Comsiv, desembargadora Ana Paula Caixeta, que fará a abertura do evento, enfatizou a importância das discussões sobre o tema.

“A violência psicológica consiste em qualquer atitude que cause à mulher dano emocional e diminuição da sua autoestima. É muito sutil, profunda e leva, muitas vezes, a mulher a se sentir culpada por situações para as quais ela não contribuiu”, destacou a magistrada.

A superintendente adjunta da Comsiv, desembargadora Paula Cunha e Silva, fará o encerramento do webinário, destinado a magistrados, servidores, estagiários e colaboradores do Poder Judiciário, além do público externo.

Ouça o podcast com o áudio da desembargadora Ana Paula Caixeta.