blank
Paulinho estava internado no Copa D’Or — Foto: Jamile Alves/G1 AM

O cantor Paulo César Santos, o Paulinho, vocalista do Roupa Nova, morreu na noite desta segunda-feira (14), aos 68 anos. Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Copa D’or, na Zona Sul do Rio, onde fazia tratamento para se recuperar de complicações da Covid-19.

A informação da morte foi confirmada pela assessoria de imprensa da banda e pela unidade de saúde. O hospital disse ainda que não tem autorização da família para divulgar mais detalhes. A assessoria do Roupa Nova informou que o artista “já não estava mais infectado [com coronavírus], porém, em decorrência do vírus, outros fatores complicaram”.

Paulinho foi diagnosticado com coronavírus enquanto se recuperava de um transplante de medula óssea que havia feito em setembro para tratar um linfoma – no procedimento, foram utilizadas as próprias células do paciente, que respondeu bem ao tratamento. No entanto, em novembro, ele precisou ser novamente internado, desta vez com Covid-19.

Histórias

Paulinho gostava de lembrar de um show em Salvador, em um circo, num dia de calor de 42 graus. Todos separavam a roupa do show um dia antes, e Kiko, animado, resolveu usar uma calça de couro nova. O problema é que o show foi embaixo de uma lona que esquentava mais do que churrasqueira. Mesmo assim, Kiko insistiu na calça de couro.

CCAA Capinópolis

Chegou uma hora no meio do show que ele não aguentou mais o calor, correu, arrancou a calça e voltou para o palco de cueca, achando que o grupo ia tocar um rock mais agitado. Paulinho então puxou uma balada bem lenta e romântica, e se divertiu por horas vendo o amigo de cueca cantando uma música melosa na frente da multidão.

Outra lembrança querida de Paulinho foi de um show em Bauru que acabou abrindo um buraco no palco. Paulinho adorava imitar a situação, com ele cantando : ‘amanheci sozinho’, com metade do corpo dentro de um cratera. Paulinho amava o Roupa Nova e toda trajetória de sucesso construída pelo grupo. Ninguém contava essas histórias melhor do que ele.

Trajetória

Além de cantor, Paulinho também tinha a função de percussionista no grupo Roupa Nova, há mais de 40 anos. Ele estava na banda desde a formação original.

Com uma voz potente e marcante, Paulinho cantava como vocalista principal em diversas músicas do grupo Roupa Nova, incluindo sucessos como Canção de VerãoClarearSensual (na versão original de 1983); Volta pra MimWhisky a Go-GoLinda DemaisMeu Universo É VocêVícioDe Volta pro FuturoChamaAsas do PrazerOs Corações não São IguaisMaria MariaFelicidade, além de outras canções mais recentes.

Com o grupo o cantor recebeu em 2009 um dos maiores prêmios da indústria fonográfica, o  Grammy Latino de melhor álbum pop contemporâneo brasileiro, categoria em que o Roupa Nova concorreu com nomes como Rita Lee, Ivete Sangalo, Skank e Jota Quest.

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis
Ouça o podcast do Tudo Em Dia: