Canápolis, Minas Gerais. Vários segmentos artísticos e gastronônicos receberam incentivo por meio da Lei Aldir Blanc. O incentivo, oriundo por meio de trabalho da Casa de Cultura de Canápolis e departamento de Cultura, beneficiou Congadeiros, músicos, confeiteiros, artesãos e outros.

O dinheiro sai do Orçamento federal, com o objetivo de financiar “ações emergenciais” no setor cultural, durante o estado de calamidade.

O recurso foi pleiteado pelos artistas através do Edital 01/2020 após aprovação do Legislativo da abertura de crédito especial.

Os proponentes de Microprojetos e Bolsas terão que promover vídeos, lives e portfólios fotográficos como contrapartida.

Ao todo, Canápolis recebeu o montante de R$103.963,95 em recursos.

Segundo a diretora da Casa de Cultura de Canápolis, Profª Alessandra Pidruca, um esforço conjunto foi realizado. “Foi necessário a participação de servidores de vários segmentos para que o recurso chegasse até os artistas”, disse Pidruca.

A população poderá acompanhar os eventos no canal do YouTube da Casa de Cultura de Canápolis.

Apresentação de Anderson Dalex

O projeto Ballet Fazendo Arte, também é um dos partipantes do projeto cultural. Assista:

“A Lei Federal 14.017/2020, denominada Lei Aldir Blanc, em homenagem ao grande compositor e musicista, trouxe um alívio financeiro aos fazedores e fazedoras de cultura do município, neste momento de pandemia. A burocracia dificultou que o auxílio chegasse antes até os artistas. Fica registrado a minha gratidão a todos os servidores da Prefeitura Municipal de Canápolis”, finalizou Alessandra Pidruca.

A Lei Aldir Blanc

A Lei Aldir Blanc foi sancionada no dia 29 de junho e regulamentada em 17 de agosto. Estados e municípios, então, deveriam se inscrever e serem aceitos no programa, pelo Ministério do Turismo/Secretaria Especial de Cultura, que a partir daí apenas transferiria o dinheiro. 

Ao todo, foram destinados R$ 3 bilhões para projetos culturais em todo o Brasil. Em princípio, divididos igualmente entre estados e municípios, sendo que os governos estaduais podem ficar com os recursos daquelas cidades que não os requereram.

Quem foi Aldir Blanc Mendes

Nascido em 02 de setembro de 1946 no Rio de Janeiro, Aldir Blanc foi um letrista, compositor e cronista. Escreveu para os jornais cariocas O Globo, Jornal do Brasil e O Dia.

Morreu em maio de 2020, aos 73 anos, de complicações causadas pela Covid-19.