in

Retrospectiva 2020: relembre os principais acontecimentos de junho

Em junho, o presidente Jair Bolsonaro assinou o decreto que prorroga, por mais dois meses, o auxílio emergencial de R$ 600, destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos, desempregados e pessoas de baixa renda durante a pandemia da covid-19. Com isso, cerca de 65 milhões de pessoas que tiveram o benefício aprovado receberão mais duas parcelas, no mesmo valor.blankblank

blank

 

Lei Aldir Blanc socorre setor cultural durante pandemia

A Lei Aldir Blanc entrou em vigor em junho e instituiu auxílio financeiro de R$ 3 bilhões para o setor cultural devido à pandemia de covid-19. O texto prevê o pagamento de três parcelas de um auxílio emergencial de R$ 600 mensais para os trabalhadores da área cultural, além de um subsídio para manutenção de espaços artísticos e culturais, microempresas e pequenas empresas culturais, cooperativas e organizações comunitárias. 

 

Serviços públicos são digitalizados durante pandemia

Serviços públicos  – Arquivo Agência Brasil

Com o intuito de reduzir aglomerações durante a pandemia de coronavírus, o governo federal digitalizou 156 serviços públicos nos últimos três meses. Um total de 58 serviços em março, 45 em abril e 53 em maio passou a ser oferecido sem a necessidade de que o cidadão saia de casa. Segundo a Secretaria de Governo Digital do Ministério da Economia, que coordena o processo, a digitalização resulta em economia de R$ 2,2 bilhões por ano com a redução de custos e com o aumento de eficiência dos servidores públicos.

Linha crédito a micro e pequenas empresas

O Ministério da Economia anunciou, em junho, o Fundo Garantidor de Operações para a linha de crédito destinada às micro e pequenas empresas. A linha de crédito será concedida no âmbito do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) com um aporte do Tesouro Nacional no valor de R$ 15,9 bilhões, que estará disponível nas agências bancárias.

Plano Safra 2020/2021 contará com R$ 236,3 bilhões

O volume representa R$ 13,5 bilhões a mais em relação ao plano anterior, um aumento de 6,1%.  Do total do Plano Safra, R$ 33 bilhões foram reservados para o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), R$ 33,1 bilhões foram destinados ao Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp). 

Nuvem de gafanhotos

Em junho, uma nuvem de gafanhotos  que veio da Argentina assustou os produtores rurais do Rio Grande do Sul. A preocupação das autoridades do setor agropecuário e de produtores rurais é o dano que os insetos possam causar às lavouras e pastagens, se houver infestação.

 

Dólar tem maior queda diária em dois anos 

Dólar, dinheiro – Reuters/Direitos Reservados

Em um dia de alívio nos mercados internacionais, o dólar teve a maior queda diária em dois anos e fechou no menor nível desde meados de abril. O dólar comercial encerrou o dia 2 de junho vendido a R$ 5,21, com recuo de R$ 0,174 (-3,23%). A cotação operou em queda durante toda a sessão, até fechar no valor mínimo do dia. Em pontos percentuais, esse foi o maior recuo para um dia desde 8 junho de 2018. A divisa fechou no menor nível desde 14 de abril (R$ 5,191). 

Lei da Ficha Limpa faz dez anos

Lei da Ficha Limpa nasceu da iniciativa popular e chegou a somar 1,6 milhão de assinaturas. A lei proíbe a eleição a cargos públicos de candidatos condenados por decisão transitada em julgado ou por órgãos colegiados da Justiça.

 

blank