Risco de covid-19 no estado do Rio caiu no fim de 2020, aponta mapa

Na última semana epidemiológica antes da virada de ano, o cenário da pandemia no estado do Rio de Janeiro apresentou uma melhora. De acordo com a 14ª edição do Mapa de Risco da Covid-19, divulgada hoje (22), a situação saiu da bandeira vermelha (alto risco) direto para a bandeira amarela (baixo risco), sem passar pela bandeira laranja (risco moderado).blankblank

O levantamento é realizado pela Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro. A nova edição compara a 52ª semana epidemiológica, compreendida entre 20 e 26 de dezembro, com a 50ª semana, que vai de 6 a 12 de dezembro. Na avaliação por região, a situação da Região Metropolitana I, que inclui a capital, não se alterou e foi a única a figurar na bandeira vermelha.

Também não houve mudanças Região Metropolitana II, que inclui Niterói, São Gonçalo e cidades vizinhas. Ela se manteve na bandeira amarela. Já a Região Serrana foi a única a registrar piora do cenário, saindo da bandeira amarela para a laranja. As outras seis regiões experimentaram uma melhora.

Síndrome respiratória

O levantamento também mostra redução no número de óbitos e internações por síndrome respiratória aguda grave (SRAG). As mortes caíram 6,11% na comparação entre as duas semanas epidemiológicas. Já as internações tiveram queda de 31,4%.

A SRAG é uma complicação respiratória associada muitas vezes ao agravamento de alguma infecção viral. O paciente pode apresentar desconforto respiratório e queda no nível de saturação de oxigênio, entre outros sintomas. Segundo boletins divulgados pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), mais de 97% dos quadros de SRAG diagnosticados no país em 2020 estão associados à covid-19.

Risco de covid-19 no estado do Rio caiu no fim de 2020, aponta mapa. – Divulgação/Secretaria de Estado de Saúde RJ