Câmera de segurança do Banco do Brasil flagrou a ação dos bandidos | Foto: Reprodução
Câmera de segurança do Banco do Brasil flagrou a ação dos bandidos | Foto: Reprodução

Atualizado para correção às 17h05: Os criminosos conseguiram fugir com dinheiro, ao contrário do que havia informado as agências bancárias. A polícia de Goiás recuperou o dinheiro.

Criminosos explodiram caixas eletrônicos durante uma tentativa de assalto à duas agências bancárias de Santa Helena de Goiás, na região sudoeste do estado goiano. O roubo ocorreu na madrugada da última segunda-feira (08.fev.2021), na Avenida Custódio P. Venâncio, no Centro da cidade.

Os criminosos estavam armados com pistolas, armas de grosso calibre e explosivos. O bando fez um vigia de supermercado refém. O homem foi mantido deitado na calçada e ameaçado por um dos bandidos.

Após as explosões dos caixas da agência do Bradesco e do Banco do Brasil, os criminosos fugiram levando uma quantia de R$41.057,00. A princípio, as agências informaram que os bandidos não haviam levado dinheiro, mas essa informação foi contradita.

CCAA Capinópolis
santa helena
Cerca de 100 policiais foram envolvidos na operação

Uma operação de guerra — com cerca de cem policiais— foi montada para capturar os criminosos. Pelo menos dois bandidos seriam moradores de Uberlândia, no Triângulo Mineiro.

Um carro usado pelos assaltantes de banco, um Honda Civic, com placas de Uberlândia, foi encontrado em meio a um canavial.

Veículo foi abandonado em meio a um canavial | Foto: Reprodução
Veículo foi abandonado em meio a um canavial | Foto: Reprodução

Foram mais de 36 horas desde a primeira explosão até que os criminosos fossem encontrados. Os bandidos foram achados na tarde de terça-feira (09.fev.2021) escondidos dentro de um lago e teriam iniciado a troca de tiros com os policiais.

Durante o tiroteio, os suspeitos Romário da Silva dos Santos, Lucas da Silva Santos, Douglas Silva Souza e Dyordines Dias de Lima foram mortos.

Os corpos foram içados pelo helicóptero da polícia do Estado de Goiás, que dava apoio à operação.

santa helena
Imagem registrada pela Polícia de Goiás, mostra dois suspeitos de sendo içados pelo helicóptero que apoiava a operação

Os suspeitos possuíam extensa ficha criminal e foram considerados de alta periculosidade. Dois deles ainda eram monitorados por tornozeleira eletrônica.

Goiás ficou quase dois anos sem registros dessa natureza criminosa. Para o chefe da SSP-GO, além de mostrar que não há tolerância no Estado para aqueles que agem às margens da lei, o trabalho rápido das forças policiais demonstra a preocupação que é dada de forma igualitária a todos os municípios goianos. “Um tipo de crime que acaba deixando muita gente preocupada. Mas ontem a população de Santa Helena viu que eles têm a cobertura da Segurança Pública do Estado de Goiás”, pontuou Rodney Miranda, secretário de segurança do Estado de Goiás.

Dinheiro foi recuperado | Foto: Secretaria de Segurança Pública de Goiás
Dinheiro foi recuperado | Foto: Secretaria de Segurança Pública de Goiás

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis
Ouça o podcast do Tudo Em Dia: