in , ,

Casal é autuado e multado após quebrar quarentena e transitar sem máscaras em Capinópolis

A multa para cada um é de 300 UFIR, aproximadamente R$931,00 cada

blank

Atualizado às 17h10 – inclusão do posicionamento do casal e correção de informação da Secretaria de Saúde

Capinópolis, Minas Gerais. Um casal — que deveria estar cumprindo quarentena devido à Covid-19— foi autuado e multado pela Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), por transitarem sem máscaras no Centro da cidade. A ação criminosa foi registrada na noite da última quinta-feira (18.fev.2021).

A mulher tem 33 anos e o homem 38 anos. Os nomes não foram divulgados.

O casal foi denunciado à fiscalização do Comitê de Enfrentamento à Covid-19 em Capinópolis. Além de não estarem cumprindo o isolamento social obrigatório, estavam transitando sem máscaras de proteção, contribuindo para disseminação da doença.

Os casal foi abordado pela polícia e autuados com base na Lei 26636/2020, que dispõe sobre a obrigatoriedade de uso de máscara de proteção e outros recursos necessários à prevenção da disseminação do Coronavírus causador da COVID-19.

A multa para cada um é de 300 UFIR, aproximadamente R$931,00 cada. O caso será encaminhado ao Ministério Público do Estado de Minas Gerais e o casal responderá criminalmente.

Questionado se a medida pode reduzir este tipo de infração, o Secretário de Saúde do Município de Capinópolis, Giovani Mafioleti, afirmou — “Sim, apesar de que nosso objetivo não é multar ninguém. O que queremos é que as pessoas nos ajudem no combate ao vírus, mantendo as medidas de segurança e isolamento —quando necessário. Só teremos sucesso quando todas as pessoas entenderem que, para voltarmos logo a normalidade, todos precisam cooperar”.

Posicionamento do casal

Por questões protocolares, a Secretaria de Saúde não informa o nome de pacientes diagnosticados com Covid-19 ou qualquer outra doença. Neste sentido, o Tudo Em Dia ficou impossibilitado, tecnicamente, de colher a versão do casal antes da publicação da primeira matéria. Após a paciente de 33 anos se pronunciar sobre o fato em uma rede social, foi possível o contato.

O casal administra uma empresa voltada para a tecnologia e serviços de manutenção no Centro de Capinópolis. Segundo o empresário, 38 anos, eles foram até a empresa por volta das 22h30 da última quinta-feira (18.fev.2021), com o objetivo de limpar o local, já que pretendiam retomar as atividades na próxima segunda-feira.

O empresário afirma que não teve contato com ninguém na rua, foram do carro para a loja. Reconhece que ambos estavam sem máscara. “Ontem eram dez e meia, não tinha ninguém na rua. Do carro para a loja [se referindo ao trajeto]. Eles chegaram, bateram na porta… falou que não poderia ficar lá, que ela [esposa] estava em isolamento. Ninguém falou nada sobre quantos dias que tinha que ficar em isolamento. Ontem que ela disse que eram 14 dias e hoje [19], entraram em contato e disseram que acaba domingo”, disse ao Tudo Em Dia.

“A gente não teve contato com ninguém, com ninguém mesmo! Estava errado, é lógico, mas não tive contato, fui à noite, quando não tinha ninguém na rua”, frisou.

O empresário confirmou que a esposa foi diagnosticada com Covid-19, no entanto, afirmou que ele não tinha comprovação do seu próprio diagnóstico e que não apresentou nenhum sintoma da doença.

“Fui lá, fiz o exame hoje [19], deu negativo … fiz o exame de sangue”, disse o empresário, que confirmou que foi multado e autuado na noite de quinta-feira.

O Tudo Em Dia buscou respostas. A Secretaria de Saúde do Município de Capinópolis reconheceu que o empresário tinha uma notificação para isolamento e não o diagnóstico concreto de Covid-19.

Ainda segundo a pasta da saúde, mesmo testando negativo para a Covid-19, o empresário deveria ter mantido o isolamento.

“O único equívoco é que a gente informou que os dois eram positivos, na realidade, ela era positiva [para Covid-19]. Mas ele, por ser companheiro, também tinha que estar cumprindo o mesmo isolamento”, destacou a Secretaria de Saúde do Município de Capinópolis.

Sobre a afirmação da falta de orientação com relação ao isolamento, a Secretaria de Saúde afirmou que, sim, foram orientados.

————-

Na última quarta-feira (17.fev.2021), uma transmissão ao vivo foi promovida pelo Tudo Em Dia, Secretaria de Saúde e Prefeitura Municipal de Capinópolis. Com o objetivo de sanar dúvidas da população ao vivo, o prefeito Cleidimar Zanotto e o secretário Giovani Mafioleti, abordaram as medidas restritivas impostas pelo Decreto 4.823/2021. Baixar Decreto em pdf.

Centenas de perguntas e comentários foram enviados durante a transmissão. O departamento jurídico do Município de Capinópolis e agentes do Comitê de Enfrentamento à Covid-19, também participaram. (Reveja a transmissão e leia todos os comentários).

Falta de leitos da região do Triângulo Mineiro

O aumento exponencial de casos graves da Covid-19 no início de 2021, saturou o sistema de saúde público e privado no Triângulo Mineiro. Os leitos de U.T.I e enfermaria estão com 100% de lotação em toda a região.

Cidades como Coromandel —que chegou a registrar 11 óbitos em um curto espaço de tempo— já enfrentam problemas com a falta de oxigênio.

Capinópolis conta com dois leitos de unidade simi-intensiva, que atende pacientes com quadro ameno da doença. Casos graves são encaminhados à regional de referência —quando há leitos disponíveis.

Alerta de falsa sensação de segurança devido ao início da vacinação

Enfermeira é a primeira pessoa a ser imunizada contra a Covid-19 em Capinópolis