in

Covid-19: cepas do Reino Unido e Manaus circulam no Rio

As secretarias estadual e municipal de Saúde do Rio de Janeiro confirmaram, por meio de nota divulgada hoje (19), que as novas variantes do coronavírus (que causa a covid-19) do Reino Unido e de Manaus, estão circulando na cidade do Rio de Janeiro. É provável também que estejam circulando em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.blankblank

A constatação foi feita com base em um estudo desenvolvido com uma pessoa contaminada pela variante do Reino Unido (VOC 202012/01, linhagem B.1.1.7) e quatro contaminadas com a cepa de Manaus (VOC P.1, linhagem B.1.1.28).

A Subsecretaria Estadual de Vigilância em Saúde alerta ainda para a possibilidade de as variantes já estarem em outros municípios, devido à alta circulação entre pessoas na região metropolitana do Rio.

Dos quatro casos registrados com a variante de Manaus, dois são moradores da capital e estão recuperados. Um é um paciente transferido de Manaus que permanece internado no Hospital Federal do Servidor. O quarto é um morador de Belford Roxo, que ficou internado em Nova Iguaçu, foi transferido para o Rio e depois morreu.

Mutação do vírus

“Não é possível afirmar que o paciente teve agravamento do caso devido à mutação do vírus, já que ele foi internado em função de cirrose hepática e problemas renais. A análise do período de internação em Nova Iguaçu e posterior transferência para o Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, no Rio, está em fase de conclusão”, informa a nota divulgada hoje.

O paciente contaminado com a cepa do Reino Unido é morador da cidade do Rio e já está recuperado.

Os moradores do Grande Rio contaminados com as novas cepas não viajaram recentemente, nem tiveram contato com pessoas que foram para locais onde já havia circulação dessas variantes.