Uberlândia, Minas Gerais. Um jovem de 20 anos foi preso na última terça-feira (11.maio.2021), por suspeita de aplicar golpes contra duas mulheres.

Segundo a Polícia Civil, há vários dias estelionatários estão usando os dados das vítimas para fazer compras em estabelecimentos comerciais da cidade. Em uma loja de móveis, eles adquiriram bens avaliados em R$ 11 mil.

Ainda de acordo com a polícia, os criminosos também usaram os nomes das vítimas para abrir contas em bancos, cadastramento em operadoras de telefonia celulares e adquirir limites bancários.

Investigação

Uma das vítimas procurou a Polícia Civil para fazer a denúncia de que alguém comprou móveis em uma loja utilizando seus dados pessoais. Quem adquiriu os bens, de acordo com as investigações, teriam sido duas mulheres, ambas comparsas do estelionatário. Uma delas se passando pela vítima, inclusive, marcando data para a entrega dos móveis em uma residência no Bairro Santa Mônica

CCAA Capinópolis

Com as informações, os investigadores apuraram o local onde ocorreria a entrega e a data. A Polícia Civil aguardou no endereço pela chegada dos bens.

De acordo com a polícia, o investigado estava no imóvel esperando a descarga dos móveis quando recebeu voz de prisão. O jovem negou envolvimento, mas foi levado para a celegacia de Polícia Civil e confessou o crime.

As vítimas compareceram à repartição policial e foram ouvidas. Os móveis foram restituídos à empresa. As comparsas estão sendo procuradas, mas ainda não foram localizadas.

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis
Ouça o podcast do Tudo Em Dia: