Pedidos de passaporte dobram em MG, e PF alerta sobre travessia ilegal para EUA

Digiqole Ad

A alta procura dos mineiros por passaportes acendeu um alerta na Polícia Federal (PF), que acredita que a principal motivação seja a tentativa de pessoas de entrarem ilegalmente nos Estados Unidos – uma vez que as fronteiras turísticas seguem fechadas para os brasileiros em quase todos os países. Em janeiro, foram registrados 7.954 novos passaportes. Em abril, foram 14.100, um aumento de mais de 77%.

A PF convocou uma coletiva na manhã desta sexta-feira (21) e frisou que não há facilidade para entrada nos Estados Unidos, mesmo com a mudança de governo, que saiu do republicano Donald Trump, para o democrata Joe Biden. No período da tarde, 106 brasileiros deportados chegarão ao Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins. 

“As fronteiras dos Estados Unidos estão fechadas, tem que fazer uma quarentena no México. Essas pessoas estão buscando a travessia via México, as pessoas querem entrar via deserto. Nós verificamos que o aumento foi muito expressivo de janeiro para cá porque as pessoas estão acreditando que as regras migratórias dos Estados Unidos foram flexibilizadas. Ou seja, está mais fácil entrar nos Estados Unidos tendo em vista a mudança de governo naquele país. É uma ilusão. Esse voo de deportados (que chega hoje, às 13h, em Belo Horizonte) demonstra que as regras imigratórias dos EUA estão bastante rígidas”, explicou o delegado Marinho Rezende, chefe da Delegacia de Imigração de Minas Gerais.

No voo desta sexta estarão 95 homens e 11 mulheres, que estavam detidos na fronteira. Segundo a Polícia Federal, a maioria do grupo é formado por homens, com idades entre 20 e 40 anos e são de várias partes do país: leste de Minas Gerais, das cidades de Governador Valadares e Ipatinga, outras cidades da região do Vale do Aço e região do Rio Doce, além de pessoas do Espiríto Santo, Rondônia e Goiás

“Sonho americano”

Segundo o delegado, muitas vezes, os imigrantes se arriscam para realizar o “sonho americano”. “Não houve nenhuma facilidade tendo em vista a mudança de governo. Isso é uma ilusão que está sendo vendida nas redes sociais muitas vezes por quadrilhas de criminosos interessados em receber por essa intermediação. A Polícia Federal tem várias investigações nesse sentido, inclusive, ano passado várias prisões e operações mforam realizadas e continuamos com a investigação para verificar os integrantes dessas quadrilhas que aliciam essas pessoas”, afirmou.

Segundo ele, há relatos de mineiros que pagam de US$ 10.000 a US$ 16.000 para que possam realizar a travessia de forma irregular. Com uma condição financeira baixa, os imigrantes, que não têm a quantia, dão como garantia imóveis da família ou se comprometem a pagar com o trabalho caso consigam chegar aos Estados Unidos.

Passaporte e Coronavírus

Questionado pela reportagem de O TEMPO se o aumento no número de solicitações de passaporte pode ter ligação com a vacinas disponibilizadas fora do país contra o Coronaírus, o delegado afirmou que “o turismo da vacina é tímido”.

“Verificamos que o turismo da vacina é bastante tímido, não é muito alto até porque nós estamos avançando nessa questão da vacinação, e as pessoas que procuraram o passaporte simplesmente para ir aos Estados Unidos se vacinar, devido ao custo, é baixo ainda”, detalhou Rezende.

Passaportes emitidos no Brasil todo

Segundo a Polícia Federal, no país todo,em janeiro foram emitidos 79.091 passaportes. Em abril foram 81 mil.

Alerta

“O alerta é que as regras americanas não foram flexibilizadas, a travessia na fronteira, além de cara, é muito perigosa e traz riscos às pessoas. Além disso, as pessoas que fazem as negociações das travessias são criminosas e não têm nada a perder. Nós temos muitos relatos de violência, estupros, furtos dentro do deserto americano com a conivência dos coiotes”, finalizou o delegado.

Novas oportunidades

O vendedor Ednei Nonato Duarte, de 25 anos, saiu de Caratinga, na região do Rio Doce, na madrugada desta sexta para tirar o passaporte na capital mineira. “Eu estudo, faço engenharia civil, futuramente tenho a intenção de tentar um visto e ir para os Estados Unidos, olhar como são as construções lá, para aprimorar meus conhecimentos”, explicou.

Segundo ele, alguns moradores da cidade acreditam que, com o novo governo, há mais facilidade para entrada no país. “Eles estão falando que está muito mais fácil para entrar lá e trabalhar. A demanda de passaporte aumentou mais. Se tiver oportunidade de ir por agora, eu vou, mas só se for de forma legal. Só para concluir meu TCC (Trabalho de Conclusão de Curso)”, finalizou.
 

Matéria atualizada às 12h32

 

Veja também:

Apoio:

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis

Leia também

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Bloqueador de Publicidade

Detectamos um bloqueador de publicidade no seu navegador. Por gentileza, apoie o jornalismo independente brasileiro

Refresh

error: A cópia do conteúdo do Tudo Em Dia é proibida