Suspeito de estuprar enteadas por quase uma década é preso em Pitangui

Homem de 43 anos teria abusado das filhas da companheira, de 17 e 14 anos, desde que a mais velha tinha 9 anos de idade
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu, nessa sexta-feira (21), um homem de 43 anos suspeito de estuprar as duas enteadas, irmãs de 17 e 14 anos, em Pitangui, na região Centro-Oeste do Estado. Os crimes ocorreriam desde que a mais velha tinha 9 anos, segundo as vítimas. 

O acusado também agrediria a companheira, mãe das meninas, para que ela não denunciasse os abusos. Além dos estupros, ele submeteria as enteadas a outros maus-tratos, violência física e psicológica. 

A mais nova relatou aos policiais que era colocada para dormir no canil e na varanda da casa, sem sequer cobertor, como punição por se recusar a ir à casa da avó — era durante essas visitas da mais nova que o homem estupraria a mais mais velha. 

O suspeito foi preso e conduzido até uma delegacia e, depois, encaminhado ao sistema prisional para aguardar os próximos passos da Justiça. 

“Estamos no Maio Laranja, mês que representa o combate à exploração e abuso de crianças e adolescentes. Para nós, da PCMG, esse combate é diário. Trata-se de um crime hediondo, covarde, que fere o corpo e a alma. Toda criança tem direito de viver e crescer sem violência. Essa luta é de todos nós, e a denúncia ainda é a melhor arma”, destaca o delegado responsável pelo caso, Fábio Lucas Cruz. 

Crimes podem ser denunciados anonimamente à Polícia Civil pelo número 181. Chamadas urgentes devem ser realizadas pelos números 190 (Polícia Militar), 193 (Corpo de Bombeiros) e 197 (Polícia Civil).

Veja também:

Apoio:

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis

1
2
3
4
5
1
2
3
4
5
1
2
3
4
5

Bloqueador de Publicidade

Detectamos um bloqueador de publicidade no seu navegador. Por gentileza, apoie o jornalismo independente brasileiro

Refresh

error: A cópia do conteúdo do Tudo Em Dia é proibida