Covid: Cidades do Sul de MG entram em alerta após variante inédita em São Paulo

Digiqole Ad

As cidades do Sul de Minas estão em estado de alerta após uma nova variante, chamada P.4, ser identificada em 21 cidades do Estado de São Paulo, entre elas o município de Mococa, que faz divisa com pelo menos três cidades mineiras — Guaranésia, Monte Santo de Minas e Arceburgo.

A P.4 foi identificada em um estudo realizado por pesquisadores da Unesp de São José do Rio Preto, Araraquara e Botucatu. Ainda não há estudos que investigam se a variante é mais transmissível ou letal, mas ela tem a mutação L452R na proteína S, que também está presente nas variantes indiana e da Califórnia.

“O que nos chamou atenção e causa preocupação é a mutação L452R. Ela está presente também na variante da Califórnia e na indiana. Isso acendeu o alerta de que precisamos ficar de olho nela”, disse uma das pesquisadoras responsáveis pelo estudo, Cintia Bittar, ao Jornal da Unesp.

Já a pesquisadora Paula Rahal destaca que a descoberta de uma nova variante é apenas o primeiro passo. “É um estudo muito recente, então precisa de novos estudos, mais aprofundados, para poder verificar se essa variante é mais transmissível ou mais virulenta. O que é importante é que a gente identificou uma nova variante e a partir daí a gente vai conseguir ampliar os estudos para poder caracterizar ela em relação à vacina e outros parâmetros epidemiólogicos”, declarou, também em entrevista à universidade.

A descoberta da P.4 acontece em um momento em que diversas cidades do Sul de Minas estão com os sistemas de saúde à beira do colapso. Além de Lavras e Passos, que adotaram toque de recolher, Cássia, Delfinópolis e Capetinga decretaram lockdown.

Além da falta de leitos, uma das preocupações é com os turistas que saem do Estado de São Paulo para passar os finais de semana e feriados no Lago de Furnas, já em Minas Gerais.

A Secretaria de Estado de Saúde informou que tem ampliado as ações de vigilância genômica do coronavírus no estado para identificar possíveis mutações do coronavírus em Minas Gerais, com o apoio da Funed, da UFMG e da Fiocruz.

A pasta informou ainda que solicitou ao Ministério de Saúde a ampliação de medidas de fiscalização de passageiros vindos do exterior no aeroporto de Confins.

“A secretaria reforça que os protocolos de prevenção seguem os mesmos, independentemente da variante. Toda a população, mesmo quem já foi vacinado, deve continuar com as medidas de prevenção como: lavar as mãos, usar álcool em gel quando não for possível lavar as mãos, usar máscara e evitar aglomeração”, disse em nota.

Veja também:

Apoio:

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis

Leia também

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Bloqueador de Publicidade

Detectamos um bloqueador de publicidade no seu navegador. Por gentileza, apoie o jornalismo independente brasileiro

Refresh

error: A cópia do conteúdo do Tudo Em Dia é proibida