Notas faltas e um aparelho celular foram apreendidos na operação
Notas falsas totalizando R$1150,00 e um aparelho celular foram apreendidos na operação

Capinópolis, Minas Gerais. Um jovem de 23 anos foi preso no Florêncio II na noite da última terça-feira (22.jun.2021), após aplicar golpes com notas de real falsas.

O primeiro golpe aplicado pelo jovem foi no próprio cunhado, que estava na fila de uma casa lotérica na Avenida 101 para efetuar um depósito bancário. O suspeito chegou e solicitou que a vítima trocasse R$100 em duas notas de R$50 — a troca foi efetuada, entretanto, a operadora de caixa da casa lotérica identificou as duas notas falsas. A vítima, 20 anos, ligou para o suspeito do golpe e relatou o fato, tendo as notas originais ressarcidas.

Magazine Brasil Líbano Dia dos Pais

O segundo golpe foi aplicado em uma loja na Avenida 101, que realiza reparos em aparelhos celulares. O suspeito solicitou o reparo da tela de um aparelho celular e pagou o serviço — R$300— com notas falsas. O empresário identificou as notas fake algum tempo depois de recebê-las e acionou a Polícia Militar de Minas Gerais por volta das 18h10.

Os militares foram até a casa do suspeito e tiveram a entrada autorizada no local. Segundo a PMMG, uma nota de R$100 estava pendurada no varal e chamou a atenção dos policiais. O suspeito, então, informou que havia comprado as notas falsas na internet e pago o valor de R$300 por elas. Segundo o jovem de 23 anos, R$1.150,00 em notas falsas foram adquiridas e estavam escondidas dentro de uma caixa de sapatos.

CCAA Capinópolis

As notas chegaram via Correios.

O jovem recebeu voz de prisão e foi encaminhado ao pronto atendimento local para averiguação de sua integridade física, em seguida, foi deixado à disposição da Justiça.

O caso será repassado à Polícia Civil para investigação.

Dinheiro falso na região

A Polícia Militar apreendeu R$5 mil reais em notas falsas no dia 20 de maio deste ano em Ituiutaba. Segundo a PMMG, um jovem de 24 anos foi preso quando recebia o pacote de notas falsas.

De acordo com a polícia, o mesmo jovem foi detido em 2020 pelo crime de estelionato, quando, na ocasião, ele usava cartões clonados para fazer compras pela internet em estabelecimentos de Ituiutaba.

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis
Ouça o podcast do Tudo Em Dia: