Após realizar diligências no interior de Minas, a Polícia Militar e a Polícia Civil conseguiram identificar o motorista do Uno Mille que foi alvejado com pelo menos 21 tiros, juntamente com um segundo homem de 32 anos,  na tarde da última quinta-feira (30), no bairro Padre Eustáquio, na região Noroeste de Belo Horizonte.

Fontes ligadas à investigação informaram de que se trata de Roger Antônio Lopes Ferreira, de 27 anos, que tem uma extensa ficha criminal, com passagens por homicídio, roubo e tráfico de drogas

Magazine Brasil Líbano Dia dos Pais

Roger é natural de Timóteo, no Vale do Aço e  era conhecido como Rojão. No banco do passageiro do veículo, também estava Júlio César Talles Almeida Camargos. Os dois foram mortos com tiros de armas com calibre 380 e .45, efetuados por homens que estavam em um carro de cor vermelha, na rua progresso.  

Após a ação, os homens voltaram para o veículo vermelho, pegaram a contra-mão da via e fugiram em direção a avenida Tereza Cristina. A Polícia Militar informou que está fazendo diligências para tentar encontrar os suspeitos.

CCAA Capinópolis

No local foram encontrados 21 cartuchos deflagrados de armas.
Dentro do carro das vítimas foram encontrados pela perícia duas malas com várias roupas e objetos, um ventilador, dois celulares, uma sacola com bichos de pelúcia, cadernos, um exame de pré-natal e outros objetos. Comerciantes que presenciaram os disparos disseram ter vivido momentos de terror. 

Por meio de nota, a Polícia Civil informou nesta sexta-feira (1º) que os dois corpos encaminhados nesta quinta-feira (30) para o Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte foram identificados e que na tarde desta sexta-feira (1º) apenas um deles ainda aguardava remoção, cuja providência é de familiares

“A investigação está em andamento e, tão logo surjam novos fatos, a imprensa será comunicada”, diz a nota.

 

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis
Ouça o podcast do Tudo Em Dia:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui