Ao menos 61 pessoas foram retiradas de suas casas após ficar constatado que a barragem de água de Paraisópolis, no Sul de Minas, apresenta avarias na estrutura. Desde o ano passado ela está em nível 3 – considerado de emergência. Por meio de nota, divulgada na tarde desta sexta-feira (1), a assessoria de imprensa da cidade informou que “há risco de rompimento”, mas a evacuação não foi de urgência e já era uma ação programada.

De acordo com o município, a barragem é responsável por abastecer a cidade quando necessário, em caso de seca, por exemplo. Neste ano, a atual administração iniciou os trâmites para o registro da represa e, em setembro, equipes do Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam) estiveram no local e afirmaram que a retirada das famílias seria necessária. O cadastro dos moradores foi realizado nos últimos dias.

Magazine Brasil Líbano Dia dos Pais

Devido à situação, um gabinete de crise, formado pela prefeitura e todas as secretarias, Cedec, Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam), Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros Militar, foi criado. 

Ainda conforme o comunicado do município, as famílias foram retiradas dos imóveis localizados no bairro Serra da Usina e serão encaminhadas às residências de parentes ou a hotéis. Moradores do bairro Rio Vermelho, que fica mais afastado da área, passarão por treinamento de evacuação de emergência, orientado pela Defesa Civil. A data da ação ainda não foi divulgada.

CCAA Capinópolis

Esta matéria está em atualização
 

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis
Ouça o podcast do Tudo Em Dia:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui