Keno se animou com a vitória do Atlético por 1 a 0 sobre o Inter na noite deste sábado (2), pela 23ª rodada do Brasileirão. O atacante, recuperado de uma virose, diz que a ausência nos últimos jogos da equipe o deixaram “bastante machucado” e ainda faz uma análise sobre a eliminação para o Palmeiras na semifinal da Libertadores.

O atleta demonstrou felicidade pelo retorno aos gramados e também pelo gol anotado no triunfo obtido no Mineirão – ele não entrava em campo desde 21 de setembro passado, diante do Palmeiras, pelo jogo de ida da semifinal da Libertadores.

Magazine Brasil Líbano Dia dos Pais

“Cara, eu fico feliz pela minha volta, não foi fácil. Eu fiquei bastante machucado pelas coisas que aconteceram comigo. Com dois, três dias, voltei a treinar, pude ajudar o Galo. Agora é se preparar para enfrentar a Chapecoense”, disse ao SporTV.

O jogador ainda diz que foi difícil assimilar a eliminação para o Palmeiras, pela semifinal da Libertadores.

CCAA Capinópolis

“É difícil pelo jeito que foi. Não desmerecendo o Palmeiras, mas a gente propôs o nosso jogo. A gente ficou chateado pelo que fez dentro de campo, correu, lutou, batalhou. Eliminação que dói, mas a gente tem um grupo que sabe superar essa eliminação para voltar mais forte no Campeonato Brasileiro e na Copa do Brasil”, comentou.

Keno ainda explicou por que o técnico Cuca foi ao gramado ao fim da partida para cumprimentar os 7.166 torcedores que foram ao Mineirão para assitir à vitória do Galo contra o Internacional.

“Para mostrar que o nosso grupo é uma família. A gente perdeu o Vargas, mas tinha o Sasha. O time que quer ser campeão tem que respeitar o próximo. Fiquei feliz pelo Sasha, um cara bom, que treina bastante. A gente deu confiança para ele, e ele foi bem. Depois, Savarino e eu conseguimos ajudar”, concluiu.

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis
Ouça o podcast do Tudo Em Dia:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui