Vanderlei Luxemburgo condicionou a sua permanência no Cruzeiro em 2022 aos salários em dia. O técnico exige que o clube pague a remuneração do departamento de futebol sem atrasos para seguir na Toca da Raposa II durante a próxima temporada.

Após a contratação do técnico, em agosto passado, a diretoria colocou as contas em dia com o auxílio do empresário Pedro Lourenço, patrocinador e mecenas do clube. Entretanto, já acumulou mais dois meses de atrasos, o que tem incomodado internamente, conforme apurado pelo Super.FC.

Magazine Brasil Líbano Dia dos Pais

Em reunião com Pedro Lourenço na tarde dessa segunda-feira (4), Vanderlei Luxemburgo informou que só aceitará permanecer na Toca da Raposa II para a próxima temporada se os salários forem mantidos em dia. O empresário, dono do Supermercados BH, confirmou a informação à reportagem na noite passada.

O treinador informou a situação também ao presidente Sérgio Santos Rodrigues, que nem sequer participou da reunião ocorrida nessa segunda-feira. O dirigente foi avisado que não há a possibilidade de manutenção da atual comissão técnica sem que as contas estejam em dia.

CCAA Capinópolis

Pedro Lourenço não descarta ajudar novamente na manutenção dos salários em dia. Entretanto, admite que não será o único responsável por arcar com os valores durante o próximo ano, o que preocupa Luxemburgo.

Ficou definido que o treinador e o empresário escutarão as ideias do presidente Sérgio Santos Rodrigues sobre as finanças para a próxima temporada para posteriormente tomarem a decisão sobre a sua situação.

Hoje, o Cruzeiro deve dois meses de salário ao elenco comandado por Luxemburgo e à sua comissão técnica.

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis
Ouça o podcast do Tudo Em Dia:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui