O América foi a campo nesta quarta-feira (6) credenciado pela série invicta de seis jogos e empolgado pelo reencontro com a torcida, que desde março do ano passado não empurrava o time nas arquibancadas do Independência. Tinha tudo para ser uma jornada perfeita e foi. O Palmeiras saiu em vantagem com Rony, mas o Coelho igualou, em um golaço de Patric. De pênalti, Ademir garantiu o importante triunfo americano por 2 a 1, pela 24ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, ampliando a invencibilidade para sete partidas (quatro vitórias e três empates).

Com o resultado, o Coelho chegou aos 30 pontos, provisioriamente em 10º lugar. Isso porque pode ser ultrapassado pelo São Paulo, 14º, com 28, que encara o Santos nesta quinta-feira (7), às 18h30, no Morumbi. O Verdão, por sua vez, cai para o terceiro lugar, com 39 pontos, a 11 do líder Atlético. 

Magazine Brasil Líbano Dia dos Pais

No sábado (9), o América encara o Juventude, às 21h, no estádio Alfredo Jaconi, em  Caxias do Sul. No mesmo dia e horário, os paulistas recebem o recebem o Red Bull  Bragantino, o Allian Parque.

O América iniciou o confronto no Horto tomando a iniciativa. Marcou a saída de bola e dificultou a troca de passes do Palmeiras no meio-campo. Por pouco a pressão não se traduziu em gol, quando Ademir acertou belo chute de fora de área, que explodiu no travessão de Jailson. 

CCAA Capinópolis

A equipe do técnico Vagner Mancini foi superior na posse de bola (56% a 44%) e em finalizações (10 x 4), mas bastou um vacilo para que o Verdão saísse em vantagem no placar no Horto. O zagueiro Ricardo Silva não conseguiu cortar o lançamento, Rony se aproveitou, driblou o defensor e bateu no canto direito de Matheus Cavichioli.

Leandro Pedro Vuaden anulou o lance, alegando toque de mão do atacante. Contudo, após consultar o VAR, o árbitro validou o lance porque a bola havia toca na mão de Ricardo Silva. Em vantagem no placar, o Palmeiras conseguiu equilibrar o duelo, mas o América seguiu buscando mais o ataque. Contudo, sem sucesso.

O Coelho foi em busca do empate na segunda etapa, mas desperdiçou uma ótima chance. Patric arrematou em direção ao gol e a bola tocou o braço do lateral-esquerdo Jorge. O VAR foi novamente acionado e Vuaden assinalou o pênalti. Felipe Azevedo, que havia acabado de entrar, cobrou no travessão de Jailson. Foi uma ducha de água fria no gramado e na arquibacanda.

Mas o América não se entregou e chegou ao empate, num golaço de Patric, no ângulo. O primeiro do experiente lateral-direito de 32 anos com a camisa do Coelho. Os americanos seguiram na pressão e conseguiram virar. O VAR, mais uma vez, definiu um lance capital, após Rodolfo cruzar e a bola tocar no braço de Felipe Melo. Pênalti que Ademir bateu e marcou.

FICHA TÉCNICA

AMÉRICA 2 X 1 PALMEIRAS
Motivo: 24ª rodada da Série A do Brasileiro
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Gols: Rony, aos 26 minutos do primeiro tempo; Patric, aos 31, Ademir, aos 47 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Eduardo Bauermann (América); Gabriel Menino e Felipe Melo (Palmeiras) 
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden
Assistentes: José Eduardo Calza e Jorge Eduardo Bernardi
 

AMÉRICA: Matheus Cavichioli; Patric, Eduardo Bauermann, Ricardo Silva (Anderson) e Marlon (Alan Ruschel); Lucas Kal (Rodolfo), Alê e Juninho; Ademir, Zárate (Felipe Azevedo) e Fabrício Daniel (Ribamar). Técnico  Vagner Mancini.

PALMEIRAS: Jailson. Luan, Kuscevic e Renan; Gabriel Menino, Felipe Melo, Patrick de Paula (Danilo Barbosa), Raphael Veiga (Gabriel Veron) e Jorge (Wesley); Rony (Deyverson)e Dudu (Gustavo Scarpa). Técnico: Abel Ferreira.

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis
Ouça o podcast do Tudo Em Dia:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui