O cantor Nego do Borel, 29, foi encontrado no início da tarde desta terça (5) em um motel em Vila Isabel, na zona norte do Rio. Segundo a Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA), o cantor estava havia 12 horas no local.
 
Inicialmente, a corporação havia dito em nota que Borel estava na companhia de duas mulheres, mas recuou horas depois e disse que ele estava sozinho. “A Polícia Civil esclarece que a primeira informação dada pelo estabelecimento era de que Nego do Borel teria entrado com duas mulheres no motel.
 
No entanto, ao entrarem no quarto com a autorização do cantor, os agentes constataram que ele estava sozinho”, disse em comunicado a polícia.
Segundo o G1, ao chegar na delegacia para prestar depoimento, Borel fez gestos obscenos para a imprensa.
 
Em depoimento, Nego do Borel disse à polícia que estava no local porque queria ficar sozinho para “pensar na vida”. Ele também afirmou que tomou quatro comprimidos de Dramin para dormir e desligou o telefone.
 
 
Na segunda (4), a mãe do artista, Roseli Viana, registrou um boletim de ocorrência na 42ª Delegacia de Polícia Civil, relatando o desaparecimento do filho. Uma equipe da polícia chegou a ser encaminhada a Itacuruçá, na Costa Verde fluminense, procurando pelo cantor, já que existiam informações que ele poderia estar no local.​ ​
 
O assessor do cantor, Anderson Faria da Silva, afirmou que antes de ser apontado como desaparecido, Nego do Borel lhe mandou uma mensagem dizendo que estava deprimido. “Obrigado por tudo […] mas eu não estou aguentando a pressão, estou com depressão”, teria dito o músico.
O assessor disse ao jornal Folha de S.Paulo que respondeu que estava do lado do cantor, que iria ajudá-lo e que era para ele não fazer nenhuma besteira. Apesar disso, familiares não conseguiram mais falar com o artista e, preocupados, resolveram procurar a polícia.
 
Desde que foi expulso de A Fazenda 13 (Record), o cantor tem dado declarações em que diz estar passando por um momento emocionalmente difícil.
Ele deixou o reality show após os espectadores o acusarem de um suposto estupro contra Dayane Mello no dia 25, após a segunda festa do programa.
 
Na ocasião, a Record afirmou que “diante dos fatos apurados, a direção da Record TV decidiu pela retirada do Nego do Borel da competição”. Circulam na web trechos de vídeos dos peões no quarto após a festa. Dayane aparentava estar bêbada e outros participantes a ajudaram a se trocar e a se deitar.
 
Em uma das imagens, MC Gui, 23, aparece perguntando se ela gostaria de ficar onde estava, com Nego do Borel sobre ela, ou ir para a cama dela. “Papo sério, se ela não quiser sair, você sai, Nego”, ele disse, e alegou ser melhor para evitar problemas. Ao fundo, vozes femininas afirmavam que ela estava “totalmente bêbada”.
 
Em outro vídeo, Borel está deitado ao lado de Dayane, a abraçando, e outros participantes tentam afastá-lo, enquanto o cantor pede: “Calma aí”. Outro trecho mostra o quarto na madrugada, com os demais participantes dormindo. As limitações da câmera não permitem que as imagens e o áudio sejam claros.
 
Segundo o público, nos trechos, Nego do Borel estaria na cama com Dayane, que não reagia por estar inconsciente. Há sons que parecem gemidos e, em alguns momentos, é possível ouvir a voz da modelo, quase inaudível, murmurando que tem uma filha.
 
Antes do programa, ele já havia sido indiciado por agressões físicas contra uma ex-namorada e acusado de violência doméstica por outras. Ele nega.
Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis
Ouça o podcast do Tudo Em Dia:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui