O ex-CEO da Juventus, Beppe Marotta, deu uma entrevista para o jornal italiano La Gazzetta dello Sport, e mencionou que a Velha Senhora teve a chance de ter Erling Haaland por apenas 2 milhões de euros (R$ 12,7 milhões, na cotação de hoje).

“Um dos meus maiores arrependimentos foi o acordo com a Haaland. Fui o CEO da Juventus, e tivemos a oportunidade de contratá-lo por 2 milhões de euros do Molde. Ele estava perto”, relembrou Marotta.

Magazine Brasil Líbano Dia dos Pais

O preço irrisório perto de sua avaliação atual se dá porque na época o norueguês ainda era um jogador desconhecido.

Beppe, hoje CEO da Inter de Milão, lamenta não ter fechado o negócio e cita que não há chances do atleta atuar no futebol italiano na próxima janela de transferências.

CCAA Capinópolis

“Agora é impossível ver Haaland na Série A, os clubes italianos não têm chance de contratá-lo no próximo verão (europeu)”, finaliza.

A partir do início da próxima temporada, entrará em vigor um acordo verbal entre o clube e Mino Raiola, empresário do atleta. Neste caso, se o time receber uma proposta de 75 milhões de euros (R$ 477,9 milhões), deverá aceitá-la e liberar Haaland.

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis
Ouça o podcast do Tudo Em Dia:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui