O primeiro clássico da temporada entre Cruzeiro e Atlético pelo Campeonato Mineiro feminino, que será disputado neste domingo (10), às 15h, não terá a presença de público. A Federação Mineira de Futebol (FMF) negou o pedido da Raposa de ter a torcida na Arena Vera Cruz, embora tenha afirmado ao Super.FC que presença estava autorizada durante a competição, a depender da flexibilização de cada cidade.

Em nota, o Cruzeiro lamentou a decisão da FMF e afirmou que não desistirá de contar com a presença da torcida nos próximos confrontos. 

Magazine Brasil Líbano Dia dos Pais

“Com a negativa, o setor jurídico do clube entrou com um pedido de intervenção junto ao STJD rogando reconsideração e igualmente vindicando ao Tribunal a autorização para a presença da Nação Azul nos jogos do futebol feminino, como mandante, pelo Campeonato Mineiro, realizados na Arena Vera Cruz, em Betim-MG. No entanto, o pedido ainda não foi atendido”, escreveu o Cruzeiro. 

Em entrevista ao Super.FC em setembro, Leonardo Barbosa, diretor de competições da federação, afirmou que a presença de público nos estádios estava permitida no Campeonato Mineiro feminino. Leonardo Barbosa afirmou que o único impedimento que poderia ocorrer seria se as prefeituras de cada cidade não autorizassem o retorno. 

CCAA Capinópolis

“Estamos em uma etapa de liberação. Mas dependemos muito das prefeituras. O Cruzeiro vai mandar os jogos em Betim, se a prefeitura liberar a venda de ingressos para os jogos do Cruzeiro, por parte da Federação, está liberado. Porque é uma questão sanitária, e não desportiva. E vamos cumprir o que for determinado, havendo liberação… a gente até precisa disso, para nós é o melhor dos mundos. Estamos na expectativa de conseguir o mais rápido possível essa liberação”, disse o diretor antes do início da competição.

O Cruzeiro divulgou também um trecho do documento enviado pela FMF com a recusa. No texto, a federação afirma que as partidas das competições femininas não fazem parte do chamado “Protocolo de Retorno de Público”. 

“A Diretoria de Competições (DCO) da Federação Mineira de Futebol (FMF), ressaltando que o Protocolo de Retorno de Público tinha como objetivo estabelecer as diretrizes e requisitos para a volta do público aos estádios dos campeonatos profissionais organizados pela Diretoria de Competições (DCO), conforme §1º do art. 2º do RGC da FMF, nega o pedido do Cruzeiro para a presença de público na partida pelo campeonato feminino. Para tanto, o DCO pondera que as competições não profissionais (categorias de base e femininas) ficam excluídas deste Protocolo, inviabilizando, assim, a presença de público em partidas dos citados certames.”, diz um trecho do documento.

 

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis
Ouça o podcast do Tudo Em Dia:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui