Uberlândia: transexual é agredida e filmada por homens

Uberlândia, Minas Gerais. Uma transexual, 37 anos, foi agredida por um homem na madrugada da última quinta-feira (21.out.2021). A agressão ocorreu no viaduto da BR-050 com a Avenida Floriano Peixoto, no Custódio Pereira.

O homem cumprimenta a transexual, desce do carro, e em seguida, dá uma rasteira. O agressor corre e entra no veículo — ao som de risadas debochadas, fogem do local.

Magazine Brasil Líbano Dia dos Pais

Tudo foi registrado pelos próprios agressores.

A vítima, que é profissional do sexo, foi identificada como Luara Silva. No momento da agressão, ela cai na calçada, levanta-se e tenta correr atrás do agressor.

CCAA Capinópolis

Veja vídeo:

Luara é presidente da Associação Triângulo Trans, entidade de apoio a transexuais. A Associação Triângulo Trans, divulgou uma nota de repúdio ao ocorrido. 

“Queremos destacar que tal atitude é incompreensível colocando-a no lugar de qualquer ser humano, pois independente da sua raça, cor da pele, gênero, credo, posição social, expressão ou identidade de gênero, corpo ou quaisquer deficiência: todo ser humano merece ser respeitado e tratado da mesma forma. Mas sim, existem ‘privilegiados’ que muitas vezes não sabe o que é conviver com o preconceito. Viver com os olhares de julgamento, as palavras ofensivas, as atitudes perturbadoras, as agressões que muitas vezes vem da própria família e as vezes inflingida todos os dias pela sociedade, isto, quando não temos a ocorrência de morte ou suicídio. Tudo porque você nasceu ou se sente bem em ser quem é”, escreveu a associação.

O caso foi repassado à Polícia Civil.

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis

Fonte: O Tempo