Comentarista da Jovem Pan sugere matar judeus e apropriar de seus recursos

Comentarista antissemita sugeriu que “matar um monte de judeus e se apropriar do poder econômico” poderia enriquecer o Brasil

“É só assaltar todos os judeus que a gente consegue chegar lá. Se a gente matar um monte de judeu e se apropriar do poder econômico dos judeus, o Brasil enriquece. Foi o que aconteceu com a Alemanha pós-guerra”, disse o jornalista
“É só assaltar todos os judeus que a gente consegue chegar lá. Se a gente matar um monte de judeu e se apropriar do poder econômico dos judeus, o Brasil enriquece. Foi o que aconteceu com a Alemanha pós-guerra”, disse o comentarista

Um comentarista da Jovem Pan, uma concessão pública que deveria atender aos interesses públicos dos brasileiros, sugeriu que  “matar um monte de judeus e se apropriar do poder econômico” poderia enriquecer o Brasil. O comentário foi ao ar na Jovem Pan News, na terça-feira (16). O canal fechado chega a registrar 0.0 pontos de audiência.

José Carlos Bernardi, além de comentarista, é assessor do deputado estadual Campos Machado (Avante-SP). O comentarista nazista foi demitido do gabinete após os fazer comentários antissemitas.

Magazine Brasil Líbano Dia dos Pais

“É só assaltar todos os judeus que a gente consegue chegar lá”, disse Bernardi. A Alemanha matou milhares de judeus durante o nazismo de Adolf Hitler. 

No programa, José Carlos Bernardi e a comentarista Amanda Klein discutiam sobre o desenvolvimento econômico alemão após a 2ª Guerra Mundial. Os 2 também comentaram sobre a tour que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está fazendo na Europa.

CCAA Capinópolis

O comentarista nazista comentou em uma rede social após a demissão, dizendo que sua “voz conservadora e de direita” não será calada.

Campos Machado, que é autor de uma lei estadual que determina o Dia da Lembrança do Holocausto, compartilhou a demissão do servidor em seu perfil no Twitter. “Não poderia deixar de repudiar o infeliz comentário do meu assessor, jornalista José Carlos Bernardi, ofensivo a toda comunidade judaica, que muito respeito e admiro”, escreveu.

campos 649x544 1
Comentário do deputado no Twitter | Divulgação

“A promotora de Justiça Maria Fernanda Balsalobre Pinto, que comanda o Grupo Especial de Combate aos Crimes Raciais e de Intolerância (Gecradi) do MPSP, instaurou um procedimento para apurar eventual cometimento de crime de ódio por intermédio de meios de comunicação, caracterizando antissemitismo, por conta de comentário feito pelo jornalista José Carlos Bernardi, no Jornal da Manhã, da Rádio Jovem Pan, na terça-feira”, pontuou o MP em nota enviada à imprensa.

A emissora bolsonarista Jovem Pan se esquivou do crime, divulgando comunicado no qual destacou que as visões de seus comentaristas não refletem a opinião da empresa.

Assista ao comentário antissemita

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis