Maria Lúcia Alvim, que morreu de Covid este ano, leva prêmio Jabuti de poesia

O prêmio Jabuti, que foi transmitido virtualmente na noite desta quinta-feira (25), terminou uma mineira  entre os vencedores. Maria Lúcia Alvim levou a premiação na categoria Poesia. Desconhecida até pouco tempo atrás, ela morava em uma casa de repouso em Juiz de Fora, na Zona da Mata, até que outros poetas leram seu trabalho e publicaram, em 2020, sua última obra. Em fevereiro deste ano, ela morreu de Covid-19.

Nascida em 4 de outubro de 1932, em Araxá, Maria Lúcia Alvim publicou cinco livros de poemas até os anos 1980: “XX Sonetos” (1959), “Coração Incólume” (1968), “Pose” (1968), “Romanceiro de Dona Beja” (1979) e “A Rosa Malvada” (1980).

Magazine Brasil Líbano Dia dos Pais

O título que levou o prêmio literário, “Batendo Pasto”, foi lançado em agosto de 2020, mas foi, na verdade, escrito em 1982. O livro foi publicado graças aos poetas Ricardo Domeneck, Paulo Henriques Britto e Guilherme Gontijo Flores, sob os cuidado da editora Relicário.

A escritora apareceu recentemente na lista de “40 escritores de Minas Gerais que você precisa ler”, produzida por O TEMPO.

CCAA Capinópolis

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis

Fonte: O Tempo