Capinópolis: suspeito de assassinato é preso em pensão em Ituiutaba

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Uma arma de fogo foi apreendida com o suspeito | Foto: PMMG
Uma arma de fogo foi apreendida com o suspeito | Foto: PMMG

Atualizado às 16h de 30/11 — inclusão da versão de um dos envolvidos

Capinópolis, Minas Gerais. Um homem de 45 anos, suspeito de assassinato na noite da última sexta-feira (26.nov.2021), na Avenida 101, foi preso em uma pensão em Ituiutaba manhã deste sábado (27). Ubiratan Amaral Pereira, natural da Paraíba, matou Alex Marcos Ferreira, 47 anos, conhecido como lecão, com um tiro no peito, após ter sua casa invadida por um grupo de pessoas.

A Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) iniciou diligências desde a noite da última sexta-feira. 

Na manhã deste sábado, uma viatura da PMMG efetuava patrulhamento pela Avenida 17, quando visualizou o Ubiratan adentrando em uma pensão. Segundo a polícia, ao ser abordado confirmou ser o autor do homicídio. Ele portava um revólver na cintura, possivelmente, a arma do crime.

O homem foi preso e encaminhado à autoridade policial.

O crime

Segundo dados da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), tudo teve início há cerca de 30 dias, quando uma mulher foi denunciada por tráfico de drogas e presa. Ainda segundo a ocorrência, a mulher que havia sido presa e seus filhos começaram a ameaçar o suposto denunciante e sua família.

Na noite da última sexta-feira, a mulher que havia sido presa por tráfico de drogas e seus filhos foram até o local onde mora a família, arrombaram a porta e invadiram. Ubiratan Amaral sacou uma arma após ter se assustado com o barulho e com a quantidade de pessoas invadindo sua casa. Ainda segundo as versões do fato, a mulher que havia sido presa por tráfico de drogas abraçou a dona da casa com o objetivo de não ser atingida por algum disparo. Alex Marcos Ferreira, vulgo Lecão, correu para frente da mira, falando para o autor não atirar, no entanto, foi alvejado com um tiro no lado esquerdo do peito.

A versão é contestada por um jovem de 20 anos, envolvido no caso. O jovem afirma que, devido a uma briga durante a tarde, onde um amigo da família foi agredido, ele, a mãe e o irmão foram até o bar. No local, a porta estava aberta e o autor Ubiratan já estava armado. Ainda segundo o jovem envolvido no caso, Lecão empurrou a porta e já se viram na mira do atirador. “O autor também apontou a arma para a cabeça de uma criança de 8 anos”, disse o jovem ao Tudo Em Dia, afirmando ainda, que nunca houve ameaças a ninguém devido ao fato da mãe ter sido presa.

Alex Marcos Ferreira andou por cerca de 50 metros, no entanto, caiu e morreu na calçada. Ele tinha várias passagens por roubos e furtos.

Veja também:

Apoio:

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis

1
2
3
4
5
1
2
3
4
5
1
2
3
4
5

Bloqueador de Publicidade

Detectamos um bloqueador de publicidade no seu navegador. Por gentileza, apoie o jornalismo independente brasileiro

Refresh

error: A cópia do conteúdo do Tudo Em Dia é proibida