Hamilton lidera primeiro treino livre na Arábia Saudita com Verstappen atrás

O primeiro treino no novo, bonito, rápido e perigoso circuito de Jeddah Corniche da Fórmula 1, na Arábia Saudita, começou da mesma maneira que terminou os dois últimos GPs, com o inglês Lewis Hamilton, da Mercedes, na frente, e o holandês Max Verstappen logo atrás com sua Red Bull. Valtteri Bottas fechou com a terceira colocação após liderar boa parte do treino.

As surpresas desta sexta-feira ficaram para o francês Pierre Gasly, em quarto com sua AlphaTauri, e com o italiano Antonio Giovonazzi, em quinto com a Alfa Romeo. Superaram a dupla da Ferrari. Companheiro de Verstappen, o mexicano Sérgio Perez decepcionou mais uma vez, ocupando somente o 11° lugar.

Magazine Brasil Líbano Dia dos Pais

Depois de alguns acidentes em treino da Fórmula 2, havia o temor que os pilotos da F-1 também pudessem se envolver em batidas em um circuito de altíssima velocidade e inédito da modalidade. Mas tudo correu bem, apenas com Kimi Raikkonen dando uma “balançada”, porém evitando o muro, e com Verstappen abusando das zebras e fritando os pneus.

Bottas ficou com a melhor marca até restarem 15 minutos para acabar o treino, com 1min30s009. Eis que Hamilton finalmente subiu para o topo com 1min29s786. A previsão do fim de semana, contudo, é de volta rápida na casa de 1min28.

CCAA Capinópolis

Com boa parte do treino realizado, chamava a atenção os carros na Alpine de Esteban Ocon, em 17°, e de Fernando Alonso, terceiro no GP do Catar, somente em 18°. Superavam apenas a marca de Nikita Mazepin, pois Nicolas Latiffi não tinha tempo. Eles conseguiram melhorar suas marcas, mas ainda longe do que renderam nas últimas corridas. O espanhol subiu para nono e Ocon, para 12°.

Na briga pelo título da temporada, Verstappen trocou pneus para tentar desbancar a Mercedes nos minutos finais e não conseguiu na primeira tentativa, ficando mais de dois milésimos de segundos atrás do inglês (0s228). Atrapalhado por Ocon, o holandês fritou pneu e se desentendeu com o francês na pista. Na última tentativa, ainda conseguiu subir para o segundo lugar, 56 milésimos distante de Hamilton.

 

 

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis

Fonte: O Tempo

Hamilton lidera primeiro treino livre na Arábia Saudita com Verstappen atrás

O primeiro treino no novo, bonito, rápido e perigoso circuito de Jeddah Corniche da Fórmula 1, na Arábia Saudita, começou da mesma maneira que terminou os dois últimos GPs, com o inglês Lewis Hamilton, da Mercedes, na frente, e o holandês Max Verstappen logo atrás com sua Red Bull. Valtteri Bottas fechou com a terceira colocação após liderar boa parte do treino.

As surpresas desta sexta-feira ficaram para o francês Pierre Gasly, em quarto com sua AlphaTauri, e com o italiano Antonio Giovonazzi, em quinto com a Alfa Romeo. Superaram a dupla da Ferrari. Companheiro de Verstappen, o mexicano Sérgio Perez decepcionou mais uma vez, ocupando somente o 11° lugar.

Magazine Brasil Líbano Dia dos Pais

Depois de alguns acidentes em treino da Fórmula 2, havia o temor que os pilotos da F-1 também pudessem se envolver em batidas em um circuito de altíssima velocidade e inédito da modalidade. Mas tudo correu bem, apenas com Kimi Raikkonen dando uma “balançada”, porém evitando o muro, e com Verstappen abusando das zebras e fritando os pneus.

Bottas ficou com a melhor marca até restarem 15 minutos para acabar o treino, com 1min30s009. Eis que Hamilton finalmente subiu para o topo com 1min29s786. A previsão do fim de semana, contudo, é de volta rápida na casa de 1min28.

CCAA Capinópolis

Com boa parte do treino realizado, chamava a atenção os carros na Alpine de Esteban Ocon, em 17°, e de Fernando Alonso, terceiro no GP do Catar, somente em 18°. Superavam apenas a marca de Nikita Mazepin, pois Nicolas Latiffi não tinha tempo. Eles conseguiram melhorar suas marcas, mas ainda longe do que renderam nas últimas corridas. O espanhol subiu para nono e Ocon, para 12°.

Na briga pelo título da temporada, Verstappen trocou pneus para tentar desbancar a Mercedes nos minutos finais e não conseguiu na primeira tentativa, ficando mais de dois milésimos de segundos atrás do inglês (0s228). Atrapalhado por Ocon, o holandês fritou pneu e se desentendeu com o francês na pista. Na última tentativa, ainda conseguiu subir para o segundo lugar, 56 milésimos distante de Hamilton.

 

 

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis

Fonte: O Tempo