Polícia vai investigar pichação de capela histórica em Congonhas

Digiqole Ad

A Polícia Militar e a Guarda Municipal são acionadas para identificar os autores da pichação a uma parede externa da Capela do Horto, em Congonhas, na região Central de Minas.

A construção, do século XIX, faz parte do Santuário do Bom Jesus de Matosinhos, tombado como Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO. 

Além da parede da Capela, o ato de vandalismo foi encontrado também em uma pedra do sítio histórico, na tarde dessa sexta-feira (29).

Segundo a prefeitura da cidade, a Diretoria de Patrimônio Histórico do executivo acionou a PM e a Guarda Municipal e registrou um boletim de ocorrência. Técnicos do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) também foram contatados e estiveram no local, para analisar os procedimentos de reparação – que vão ficar a cargo da prefeitura. 

Imagens de câmeras de segurança serão analisadas pelas autoridades para tentar encontrar os autores. Após o ocorrido, a Guarda Municipal também intensificou as ações de vigilância no perímetro do Santuário. 

A pichação é considerada crime ambiental e vandalismo e pode resultar em pena de prisão de três meses a um ano, além do pagamento de multa. 

 

 

Veja também:

Apoio:

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis

Leia também

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Bloqueador de Publicidade

Detectamos um bloqueador de publicidade no seu navegador. Por gentileza, apoie o jornalismo independente brasileiro

Refresh

error: A cópia do conteúdo do Tudo Em Dia é proibida