Tentando se aproximar dos líderes, Sampaio Corrêa e Operário empatam em 1 a 1

Os gols da partida foram de Paulo Sérgio, de pênalti, e Rafael Vila, completando o cruzamento de Ygor Catatau
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Em duelo para encostar no G-4 da Série B do Brasileiro, Sampaio Corrêa e Operário ficaram no 1 a 1, o foi jogo válido pela quinta rodada da competição. A partida aconteceu neste sábado (30) no Castelão,em São Luís-MA. Os gols da partida foram de Paulo Sérgio, de pênalti, e Rafael Vila, completando o cruzamento de Ygor Catatau.

Com o empate, o Sampaio Corrêa manteve a 10ª colocação, com cinco pontos. Já o Operário está na 12ª posição, também com cinco pontos, ficando atrás apenas pelo saldo de gols na competição.

Aproveitando que estava jogando diante da sua torcida, o Sampaio Corrêa foi com tudo ao ataque, logo no minuto inicial, obrigou o goleiro Vanderley, a fazer duas defesas. O Sampaio Corrêa mantinha a pressão, com o campo encharcado devido a uma forte chuva, o time buscou as jogadas pelas laterais, sempre com o atacante Pimentinha que buscava o centroavante Ygor Catatau.

A pressão não surtiu efeito e aos 34 minutos, Lucas Hipólito derrubou Felipe Garcia na área e o juiz marcou um pênalti para o Operário. Paulo Sérgio se encarregou da cobrança e bateu forte no canto direito, abrindo o placar na partida. Detalhe, que o goleiro Luís Daniel acertou o canto, mas não chegou na bola. Já nos acréscimos quase o Operário ampliou num gol olímpico, na cobrança de escanteio de Tomas Bastos, a bola ganhou efeito e encobriu o goleiro, que por sorte, contou com Mateusinho em cima da linha para evitar o gol.

Na segunda etapa, o técnico Léo Condé fez duas alterações, para dar fôlego a equipe em busca do empate. O time maranhense manteve a mesma postura da etapa inicial, indo pra cima do adversário já nos minutos iniciais, desta vez surtiu efeito, aos nove minutos, após boa jogada de Ygor Catatau, Rafael Vila apareceu sozinho para empurrar para as redes, empatando a partida. Antes do gol, o Sampaio Corrêa, teve um gol anulado pelo VAR, que pegou o atacante Poveda em posição irregular na origem da jogada.

Com a igualdade no placar, as equipes se alternavam na pressão, com chances para os dois lados. Na metade do segundo tempo, sentindo o campo pesado, os jogadores das duas equipes começaram a pedir substituições, que foram atendidas por ambos os técnicos No final da partida, os dois times chegaram perto da vitória, o Sampaio, com Pimentinha, em bela jogada chutou cruzado, obrigando Vanderley a fazer um milagre. E pelo lado do Operário, Silvinho arriscou de fora da área e acertou a trave de Luiz Daniel.

Na próxima rodada, o Sampaio Corrêa enfrenta o CRB na segunda, às 20h, no Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL). No sábado, às 16:30h, o Operário recebe o Criciúma, no Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa (PR).

FICHA TÉCNICA

SAMPAIO CORRÊA 1 X 1 OPERÁRIO

SAMPAIO CORRÊA – Luís Daniel, Matheusinho, Pedro Carrerete, Joécio, Lucas Hipólito; André Luiz (Renatinho), Lucas Araújo (Maurício) e Rafael Vila (Eloir); Pimentinha, Eron (Gabriel Poveda) e Ygor Catatau (Andrey). Técnico: Léo Condé.

OPERÁRIO – Vanderley; Lucas Mendes, Fagner Alemão, Willian Machado e Fabiano; Ricardinho (Rafael Chorão), Marcelo (André Lima) e Tomas Bastos (Giovanni Pavani); Felipe Garcia (Junior Brandão), Paulo Sérgio e Felipe Saraiva (Silvinho). Técnico: Claudinei Oliveira.

GOLS – Paulo Sérgio (pênalti), aos 38 minutos do primeiro tempo. Rafael Vila, aos nove minutos do segundo tempo

ÁRBITRO – Alexandre Vargas Tavares de Jesus (RJ).

CARTÕES AMARELOS – Mateusinho, Lucas Araujo, Rafael Vila (Sampaio Corrêa); Ricardinho, Tomas Bastos e Fabiano (Operário)

RENDA E PÚBLICO – Não disponíveis.

LOCAL – Castelão, São Luís (MA).

Veja também:

Apoio:

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis

1
2
3
4
5
1
2
3
4
5
1
2
3
4
5

Bloqueador de Publicidade

Detectamos um bloqueador de publicidade no seu navegador. Por gentileza, apoie o jornalismo independente brasileiro

Refresh

error: A cópia do conteúdo do Tudo Em Dia é proibida