“De 4” é a posição sexual preferida das mulheres na hora H

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Uma pesquisa mostra que a posição “de 4” é a posição sexual preferida das mulheres durante o ato sexual. O estudo aponta ainda que a maioria das mulheres quer experimentar sexo a três.

Uma pesquisa revelou o gosto das brasileiras na hora do sexo. O levantamento foi realizado com 500 pessoas, e mostra que ficar “de 4” na hora do sexo é a posição sexual preferida das mulheres. A posição sexual também é a preferida dos brasileiros do sexo masculino.

Os dados foram apurados pela sex shop Miess, e divulgado recentemente.

A posição sexual “de 4” proporciona uma grande sensação de prazer ao casal. É uma posição sexual divertida que não exige muita flexibilidade.

O nome pode ter variações como — cachorrinho ” ou ” doggy style ” — mas, independente do nome, é uma posição preferida por muitos. Os homens gostam da ideia pela sensação que tem de dominação durante o ato sexual, afinal, é ele quem controla a velocidade e a profundidade da penetração nesta posição. A ideia de ser dominada também pode agradar as mulheres e muitas gostam da sensação durante o ato, já que é possível conseguir uma penetração bem profunda dessa maneira.

Embora as opções sejam inúmeras, as posturas que mais agradam as mulheres são as que geralmente possibilitam maior estimulação do clitóris.

Dica para os homens durante o “sexo de 4”

Apesar de ser uma posição onde não se tem o contato visual, algumas mulheres gostam do jogo de submissão, como já destacamos, podendo sentir mais prazer nessa posição. A dica para os homens é estimular o clitóris da parceira, maximizando o prazer de ambos. Massagear os seios dela durante a penetração também eleva a intensidade do orgasmo da mulher.

Variações da posição sexual “de 4”

A penetração pode ser anal ou vaginal

De forma clássica, a mulher apoia joelhos e cotovelos em uma superfície e eleva o quadril para que o homem faça a penetração. Ao tempo que o homem pode usar as mãos para acariciar o corpo da mulher, ela pode movimentar o quadril.

O maior grupo de participantes são mulheres heterossexuais, que corresponde a 76,6% das participantes. O levantamento também aborda consumo de pornografia, se os brasileiros gostam de ouvir música durante o sexo e uso de sex toys na relação.

Brinquedinhos sexuais

As mulheres são as que mais usam sex toys (53,3%), enquanto que, para os homens, esse assunto ainda é um tabu. Somente 17,7% deles fazem uso de algum brinquedo sexual.

Sexo a três como experiência

As mulheres são as mais interessadas em fazer sexo a três. Cerca de 63% das mulheres entrevistadas querem experimentar sexo com o parceiro e uma terceira pessoa, no entanto, o medo de propor um ménage à trois ainda é grande.

O primeiro passo para convidar o parceiro para uma experiência a três é falar sobre sexo ou falar sobre as próprias fantasias. O primeiro contato com o tema não deve ser feito fora da cena sexual, mas em um cenário mais confortável no dia a dia para sondar a opinião do parceiro.

A expressão francesa ménage à trois — família de três— se refere a uma relação erótica e afetiva que envolve três pessoas.

A psicóloga especializada em sexualidade Caroline Freitas, da paltaforma Sexo Sem Dúvida, aponta que o sexo a três é um dos fetiches que mais causa curiosidade em pessoas que querem expressar novos prazeres sexuais. Por ser uma prática que envolve uma terceira pessoa, alguns casais podem ficar receosos no momento de propor a experiência para o cônjuge.

Freitas aponta que ter desejo de fazer sexo a três não quer dizer que uma pessoa não está mais interessada no par ou que tem vontade de trair. “Não tem nada a ver. É sobre ter uma nova vivência sexual e sentir novas formas de prazer, tanto que a pessoa quer trazer a parceira para oferecer uma prática diferente para esse relacionamento. Esse cônjuge faz parte da fantasia”, explica a especialista.

Consumo de pornografia

O estudo aponta que pouco mais de 64% dos brasileiros consomem pornografia, sendo que 46,6% assistem às vezes e 17,5% têm o hábito frequente de ver filmes eróticos. Oitenta por cento são pessoas heterossexuais.

Papai e mamãe: a quinta posição sexual de maior preferência

É o famoso basicão que funciona bem! A posição sexual “papai e mamãe” pode encontrar rivais, mas é clássica e nunca falha: É a posição que mais permite a conexão, a intimidade, a troca de olhares, além de beijos quentes e cheios de prazer.

Deitada, com um travesseiro embaixo do quadril, a mulher aumenta a inclinação e estimula o clitóris.

Origem da famosa posição sexual “papai e mamãe”

A posição mais comum do Ocidente, onde o casal fica face a face, leva esse nome originalmente porque antigamente acreditava-se que era a maneira mais fácil da mulher engravidar.

Veja também:

Apoio:

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis

1
2
3
4
5
1
2
3
4
5
1
2
3
4
5

Bloqueador de Publicidade

Detectamos um bloqueador de publicidade no seu navegador. Por gentileza, apoie o jornalismo independente brasileiro

Refresh

error: A cópia do conteúdo do Tudo Em Dia é proibida