Corinthians desafia Boca por vaga às quartas de final da Libertadores

Um dia após celebrar os dez anos da primeira conquista da Libertadores, o Corinthians decide o futuro na edição deste ano do torneio sul-americano diante do mesmo rival contra o qual festejou a taça em 2012. Nesta terça-feira (5), às 21h30 (horário d...
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Um dia após celebrar os dez anos da primeira conquista da Libertadores, o Corinthians decide o futuro na edição deste ano do torneio sul-americano diante do mesmo rival contra o qual festejou a taça em 2012. Nesta terça-feira (5), às 21h30 (horário de Brasília), o Timão pega o Boca Juniors na Bombonera, em Buenos Aires (Argentina), no duelo de volta do confronto pelas oitavas de final.

As equipes empataram sem gols no jogo de ida, há uma semana, na Neo Química Arena, em São Paulo. Em caso de nova igualdade, a decisão será nos pênaltis. Uma vitória simples basta para os times assegurarem a classificação no tempo normal.

É a quarta vez que Corinthians e Boca estarão frente a frente nesta Libertadores. Os times caíram no mesmo grupo da primeira fase, com vitória alvinegra em São Paulo (2 a 0) e um empate na Bombonera (1 a 1). A equipe argentina, porém, avançou às oitavas com campanha superior a do Timão. Por isso, faz a partida de volta do confronto das oitavas em casa.

O técnico Vitor Pereira tem vários problemas para escalar o time. São seis desfalques por lesão (o lateral Fagner, os volantes Maycon e Paulinho, o meia Renato Augusto e os atacantes Gustavo Mosquito e Júnior Moraes), além do meia Adson, que testou positivo para covid-19. Na reta final do tratamento das respectivas contusões, o volante Du Queiroz e o atacante Willian viajaram com o grupo e são dúvidas.

Após poupar a maior parte dos titulares na derrota por 4 a 0 para o Fluminense, no sábado (2), no Maracanã, no Rio de Janeiro, pelo Campeonato Brasileiro, o treinador português deve escalar o Timão com: Cássio, Rafael Ramos, João Victor, Raul Gustavo e Fábio Santos; Roni (Du Queiroz), Víctor Cantillo e Giuliano; Gustavo Mantuan, Lucas Piton (Willian) e Róger Guedes.

É a terceira vez que os times se cruzam nas oitavas da Libertadores. Nas anteriores, em 1991 e 2013, o Boca levou a melhor. Para repetir a história, a equipe dirigida por Sebastián Battaglia terá força máxima à disposição. O técnico argentino poupou os titulares no fim de semana, na derrota por 3 a 0 para o Banfield, em casa, pelo campeonato local.

Em relação ao jogo de ida, a novidade deve ser a volta de Frank Fabra à lateral esquerda, no lugar de Agustín Sandez, após cumprir suspensão. A provável escalação do Boca terá: Agustín Rossi, Luís Advincula, Marcos Rojo, Carlos Izquierdoz e Frank Fabra; Pol Fernandez, Alan Varela e Óscar Romero; Exequiel Zeballos, Sebastián Villa e Darío Benedetto.

Quem avançar, terá pela frente o classificado de Flamengo e Tolima (Colômbia) nas quartas de final. O Rubro-Negro venceu a partida de ida, na quarta-feira passada (29), por 1 a 0, no estádio Manuel Murillo Toro, na cidade colombiana de Ibagué. O duelo de volta será nesta quarta-feira (6), às 21h30, no Maracanã. O time brasileiro tem a vantagem do empate.

Veja também:

Apoio:

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis

1
2
3
4
5
1
2
3
4
5
1
2
3
4
5

Bloqueador de Publicidade

Detectamos um bloqueador de publicidade no seu navegador. Por gentileza, apoie o jornalismo independente brasileiro

Refresh

error: A cópia do conteúdo do Tudo Em Dia é proibida