Advogado de Azeredo espera que julgamento de habeas corpus seja nesta quarta

Eduardo Azeredo foi considerado foragido pela Polícia Civil
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Apesar de os desembargadores da 5ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Minas Gerais terem decidido não ser necessária a publicação do acórdão do julgamento do recurso para que seja efetuada a prisão do ex-governador de Minas Gerais Eduardo Azeredo, a defesa do político tucano defende que seja aguardada publicação, o que possibilita o ingresso de um recurso extraordinário em instâncias superiores. Isso é o que consta no habeas corpus impetrado pela defesa no Superior Tribunal de Justiça.

O advogado e ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Carlos Velloso, que defende Azeredo no caso, afirma que não é contra o a prisão após condenação em segunda instância, mas defende que se aguarde a publicação do acórdão para que a defesa possa impetrar recurso no Superior Tribunal de Justiça ou no STF. A defesa do ex-governador espera que o habeas corpus seja julgado ainda nesta quarta-feira.

Desde a noite desta terça-feira, quando não se chegou a um acordo sobre a entrega de Azeredo, segundo o delegado Carlos Capistrano, os defensores do ex-governador não entraram mais em contato com a Polícia Civil para negociar possíveis termos da entrega. Com isso, equipes da corporação cumprem diligências em diversos pontos da cidade para tentar cumprir o mandado de prisão.

 

Veja também:

Apoio:

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis

Bloqueador de Publicidade

Detectamos um bloqueador de publicidade no seu navegador. Por gentileza, apoie o jornalismo independente brasileiro

Refresh

error: A cópia do conteúdo do Tudo Em Dia é proibida