Equipe da Tv Integração é agredida em Prata, no Triângulo Mineiro

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Uma equipe da TV Integração, afiliada da Globo no interior de Minas Gerais, foi agredida na manhã desta quinta-feira (29) no município de Prata (região do Triângulo Mineiro). O repórter Arcênio Corrêa e o cinegrafista Stanley Matias faziam uma reportagem na cidade.

Eles entrevistavam funcionários do Pronto Atendimento de Saúde Municipal (PAM) a respeito de denúncias de moradores sobre as condições do local. Um homem que se identificou como Jackeny Melo e seria médico do posto tentou tirar o microfone e o celular do repórter.

Outro homem, que não foi identificado, agarrou o jornalista e tentou enforcá-lo por trás com um golpe conhecido como mata-leão. O cinegrafista deixou a câmera ligada e registrou a agressão. No vídeo, também é possível ver que o homem não-identificado joga um celular no chão e foge.

A TV Intregação diz que a Polícia Militar foi acionada e que a equipe fez um boletim de ocorrência. Corrêa teve escoriações leves.

O prefeito da cidade, Anuar Arantes Amuy (MDB), afirmou à emissora que os agressores foram identificados e que vai abrir um procedimento administrativo contra eles. Entidades como a Abert (Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão) e a Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo) divulgaram notas repudiando o ataque.

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais e a Federação Nacional dos Jornalistas vêm a público repudiar as agressões sofridas pelo repórter Arcênio Corrêa, da TV Integração, afiliada da Rede Globo no Triângulo Mineiro, durante entrevista no município de Prata, na manhã desta quinta-feira 29/10. As agressões foram gravadas pelo cinegrafista Stanley Matias e podem ser vistas em vídeo.
O G1 informa que Arcênio Corrêa fazia entrevistas em frente ao Pronto Atendimento de Saúde Municipal de Prata para a cobertura das eleições municipais. Subitamente, um homem — que, segundo o G1, tinha se identificado como médico, de nome Jackeny Melo — avançou sobre o microfone e tentou tomá-lo da mão de Arcênio. Ao mesmo tempo, outro homem saltou sobre o repórter por trás e lhe deu uma gravata.
As agressões terminaram graças à intervenção de profissionais do posto de saúde e do cinegrafista Stanley Matias, que deixou a câmara ligada e socorreu o repórter, livrando-o do homem que lhe dava a gravata. Este pegou um celular caído no chão, supostamente do repórter, e o jogou com força no chão outra vez; em seguida saiu correndo.
A equipe jornalística acionou a Polícia Militar para registrar um Boletim de Ocorrência e fazer exame de corpo delito. O diretor de Jornalismo da TV Integração, Paulo Eduardo Vieira, lamentou o ocorrido e informou que a reportagem interrompida fazia parte da cobertura eleitoral, visando a divulgar as propostas dos candidatos a prefeito nas diversas cidades da região.
O SJPMG e a Fenaj se solidarizam a Arcênio Corrêa, Stanley Matias e demais profissionais da TV Integração e manifestam mais uma vez sua defesa intransigente dos jornalistas e da liberdade de imprensa.
É inaceitável que jornalistas sejam impedidos de realizar o seu trabalho, imprescindível para informar a população. É gravíssimo que esse impedimento seja feito por meio de violência física, como ocorreu neste episódio e já se tornou frequente no Brasil, tornando o país um dos mais perigosos para o exercício do jornalismo.
Esperamos que a polícia cumpra sua função de investigar os fatos e a justiça puna os agressão

Veja também:

Apoio:

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis

Bloqueador de Publicidade

Detectamos um bloqueador de publicidade no seu navegador. Por gentileza, apoie o jornalismo independente brasileiro

Refresh

error: A cópia do conteúdo do Tudo Em Dia é proibida