“Experimentava tudo o que aparecia”, diz Odair José sobre drogas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Oldair José no programa do Jô
Oldair José no programa do Jô

Entrevistado do “Programa do  Jô” desta quinta-feira (13), Odair José não teve problema em admitir que já usou todos os tipos de drogas. Famoso pelo seu passado boêmio, o cantor disse que ‘chutou o balde’ por dez anos da sua vida.

“Tudo o que eu podia fazer, eu fazia. Foi uma época boa, mas percebi que não era o foco. Experimentava tudo o que aparecia: maconha, cocaína e outras drogas. Também bebia muito. Era jovem e louco. Perdi tempo com isso, mas me diverti bastante. Se eu não parasse, seria mais um para as estatísticas de morte de overdose”, disse.

O cantor revelou ainda que costumava subir ao palco drogado, e muitas vezes não se lembrava da noite anterior. “Quando comecei a não me lembrar como tinha sido o show , eu percebi que tinha que parar. Era uma irresponsabilidade ser contratado para um trabalho e fazer as coisas da forma errada. Não era legal. Não lembrava da cidade, do palco, de nada. Inclusive peço desculpas as pessoas que foram ao meu show e me viram nessa situação”, disse.

Prestes a completar 67 anos, Odair José disse ainda que deixou a vida boêmia para trás sem ter que fazer muito esforço. “Hoje em dia sou um careta total. Durmo cedo e acordo cedo. Quando eu coloquei na cabeça que eu não queria mais, consegui parar. Não tive muita dificuldade. O que me deu mais trabalho foi a bebida alcoólica”, contou.

Responsável por clássicos como “Eu vou tirar você deste lugar”, “A noite mais linda do mundo”, e “Essa noite você vai ter que ser minha”, Odair José contou que foi um dos artistas que mais sofreu com a censura.

“Depois do Chico Buarque, fui o cara que mais teve músicas censuradas. Depois que eu gravei ‘Eu vou tirar você deste lugar’, que fala do amor de um cara por um prostituta, me chamaram e disseram que eu teria que ter mais cuidado com as palavras que usava nas minhas canções. A partir dali todo o disco que gravava começou a ir para a censura”, finalizou.

Veja também:

Apoio:

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis

1
2
3
4
5
1
2
3
4
5
1
2
3
4
5

Bloqueador de Publicidade

Detectamos um bloqueador de publicidade no seu navegador. Por gentileza, apoie o jornalismo independente brasileiro

Refresh

error: A cópia do conteúdo do Tudo Em Dia é proibida