Governador participa de inauguração do primeiro espaço 5G de MG

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Romeu Zema (Divulgação)
Romeu Zema (Divulgação)

Nesta quinta (5), em mais um “Giro pelo Estado”, o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, visita Santa Rita do Sapucaí e Itajubá, no Sul de Minas, região considerada polo tecnológico do estado.  Pela manhã, ele conhece o Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel), em Santa Rita do Sapucaí, e participa da abertura da 5ª edição do festival HackTown e da inauguração da Casa 5G, fruto da parceria entre o Inatel, a TIM e a Ericsson. No período da tarde, Zema vai a Itajubá para conhecer a Universidade Federal de Itajubá (Unifei), onde também visita o parque científico-tecnológico. 

De 5 a 8 de setembro, a cidade de Santa Rita do Sapucaí, no Sul do estado, sedia a 5ª edição do HackTown, festival que tem como temas tecnologia, pessoas, música, agronegócio, empreendedorismo e artes. Nos quatro dias de evento, haverá 600 palestras.

Neste ano, a novidade é a inauguração da Casa TIM 5G, que prevê, dentro do conceito “Internet das Coisas”, soluções inteligentes para iluminação, segurança e rastreamento de veículos. O espaço vai ser palco de uma imersão 5G com o objetivo de demonstrar como a tecnologia pode ser aplicada em soluções para indústria, cidades, entretenimento, realidade aumentada, robótica e games. Minas Gerais será o primeiro estado da Região Sudeste a receber o projeto.

Vale do Silício brasileiro 

Santa Rita do Sapucaí, também é conhecida como “Vale da Eletrônica” ou “Vale do Silício brasileiro”, em alusão à região da baía de São Francisco, na Califórnia, nos Estados Unidos. Atualmente, mais de 150 empresas na área de tecnologia, que geram 14,5 mil empregos e, em 2018, faturaram R$ 3,2 bilhões estão concentradas próximas ao município.

Em Itajubá, o governador visita a Universidade Federal de Itajubá (Unifei), onde conhece o parque científico-tecnológico, que desenvolve pesquisas nas áreas de Energia, Eletrônica, Tecnologia da Informação, Software, Bioengenharia e Aeronáutica. São três Centros de Estudos, Investigação e Inovação (CEII): Eficiência Energética, Materiais Biofuncionais Avançados e Qualidade da Energia e Compatibilidade Elétrica em Redes Inteligentes. O parque foi inaugurado em 2012 e é fruto de uma parceria entre os governos estadual, federal e municipal e teve investimento de mais de R$ 30 milhões.

Veja também:

Apoio:

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis

Bloqueador de Publicidade

Detectamos um bloqueador de publicidade no seu navegador. Por gentileza, apoie o jornalismo independente brasileiro

Refresh

error: A cópia do conteúdo do Tudo Em Dia é proibida