Hulk nega ter quebrado vestiário do Goiás. ‘Fake news’

Nas redes sociais, atacante se defendeu das acusações feitas pelo clube esmeraldino de que teria chutado a porta do guarda-roupas da arbitragem no estádio da Serrinha
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O atacante Hulk usou as redes sociais para negar acusações feitas pelo Goiás de que teria chutado e quebrado a porta do vestiário da arbitragem no estádio da Serrinha, após empate em 2 a 2 entre Galo e Goiás, pela 4ª rodada da Série A do Brasileirão.

Segundo o clube esmeraldino, o fato teria acontecido após o camisa 7 do Atlético sair de campo irritado com decisões do árbitro Bruno Arleu de Araújo (Fifa/RJ) durante a partida.

Em postagem feita nos stories do seu Instagram, Hulk desmentiu a denuncia e garantiu não ter chutado a porta. “Fake news!!!! Acusar alguém pelo que não fez é crime”, escreveu o jogador.

Após a polêmica, o diretor de futebol do Atlético, Rodrigo Caetano, pediu desculpas à diretoria do Goiás pelo ocorrido, mas não soube precisar quem teria sido o responsável pelo ato de vandalismo.

Entenda o ocorrido

Após o empate em 2 a 2 com o Goiás, o atacante Hulk, do Atlético, foi acusado pela diretoria do clube esmeraldino de ter chutado e quebrado a porta do vestiário da arbitragem, no estádio Hailé Pinheiro, em Goiânia.

Através de um aplicativo de mensagens, a assessoria do Goiás enviou a foto da porta quebrada com a informação de que o jogador teria protagonizado o ato de vandalismo.

A assessoria de imprensa do Atlético garante que não foi Hulk quem atingiu a porta que dá acesso aos vestiários. Segunda ela, o jogador estava tranquilo e apenas reclamou do cartão amarelo recebido. Porém, não soube informar quem foi o autor do ato e que o clube irá indenizar o Goiás pelo ocorrido.

Veja também:

Apoio:

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis

Bloqueador de Publicidade

Detectamos um bloqueador de publicidade no seu navegador. Por gentileza, apoie o jornalismo independente brasileiro

Refresh

error: A cópia do conteúdo do Tudo Em Dia é proibida