Pais são suspeitos de vender a virgindade da própria filha de 12 anos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

por Tudo em Dia

Cinco presos na Operação Pedofilia Tolerância Zero
Cinco presos na Operação Pedofilia Tolerância Zero / Foto: Polícia Civil

A Polícia Civil de Goiás cumpriu mandados de prisão na última quarta-feira (19) no interior do estado, a operação “Pedofilia Tolerância Zero” foi desencadeada e os mandados de prisão preventiva foram expedidos pela juíza Fabiana Frederico Soares.

Cinco pessoas foram presas e dois casos chamaram a atenção – Um casal foi preso em Piracanjuba (GO) sob suspeita de vender a virgindade da filha de 12 anos para o  gerente da fazenda onde moram por cerca de R$ 3 Mil.

A mãe da garota de 12 anos negou as acusações da Polícia Civil. “Ele [gerente da fazenda] é meu compadre. Jamais ele vai vou comprar as minhas filhas. Eu não vou vender minha filha, ela não é de venda”, se defendeu. O gerente da fazenda também foi preso.

Outro caso de destaque foi a prisão do chefe de um assentamento de sem-terras de 29 anos, suspeito de estupro de vulnerável, por ter mantido relações sexuais com uma menina de 12 em troca de favores. O chefe do assentamento de sem-terras disse que faria da menina a “Primeira Dama” do assentamento.

Um professor de Química da rede estadual de ensino de Goiás, suspeito de abusar sexualmente de pelo menos 20 alunos com idades entre 13 anos e 17 anos na cidade de Piracanjuba também foi preso. O professor foi preso pela segunda vez pelo mesmo crime.

Veja também:

Apoio:

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis

Bloqueador de Publicidade

Detectamos um bloqueador de publicidade no seu navegador. Por gentileza, apoie o jornalismo independente brasileiro

Refresh

error: A cópia do conteúdo do Tudo Em Dia é proibida