Kalil chama Bolsonaro de genocida de Brasília durante discurso

Pré-candidato Alexandre Kalil participa de evento na Associação Mais Acessível

Durante discurso, Bolsonaro, presidente da República, foi chamado de genocida pelo pré-candidato ao governo de Minas, Alexandre Kalil | Foto: Rodrigo Lima/PSD/Divulgação
Durante discurso, Bolsonaro, presidente da República, foi chamado de genocida pelo pré-candidato ao governo de Minas, Alexandre Kalil | Foto: Rodrigo Lima/PSD/Divulgação

Em encontro com lideranças sociais e comunitárias na Associação Mais Acessível, em Belo Horizonte, o pré-candidato ao governo de Minas pelo PSD, Alexandre Kalil, voltou a destacar as entregas da sua gestão na Prefeitura da capital, sobretudo durante a pandemia. Saúde e assistência social se firmaram como pilares de Kalil durante a crise sanitária recente.

Kalil diz que vamos colocar o genocida de Brasília para fora

O discurso foi feito na Associação Mais Acessível, em Belo Horizonte

“Era prioridade no meu governo escutar quem necessitava. E foi assim no meu mandato, durante cinco anos e 84 dias, e também na pandemia. Precisamos avisar a população de Minas Gerais o que foi feito em Belo Horizonte. A maioria da população foi contemplada e ainda está sendo com projetos que deixamos, como centros de saúde novos, não falta remédio nos postos, e agora o transporte público subsidiado”, enfatizou.

Lula e Kalil

O ex-prefeito de BH lembrou da aliança com o ex-presidente Lula, pré-candidato à presidência pelo PT. “O presidente da república será o Lula, não temos outro caminho. Nós temos de levar o nome de Lula”, destacou.

Durante discurso, Bolsonaro, presidente da República, foi chamado de genocida pelo pré-candidato ao governo de Minas, Alexandre Kalil | Foto: Rodrigo Lima/PSD/Divulgação
Durante discurso, Bolsonaro, presidente da República, foi chamado de genocida pelo pré-candidato ao governo de Minas, Alexandre Kalil | Foto: Rodrigo Lima/PSD/Divulgação

Veja também:

Apoio:

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis