A mulher que teve de viver uma tragédia para se tornar empreendedora rural

Você já parou para pensar nos grandes desafios que uma mulher enfrenta no seu dia a dia? E se ela for obrigada a superar uma tragédia e assumir os negócios da família?

Você vai conhecer a história inspiradora de uma mulher que viveu uma tragédia familiar, que não caiu diante dos desafios, e se tornou uma empreendedora do agronegócio local.

Assista:

Cláudia Mandim é um exemplo de mulher forte, que inspira outras mulheres fortes.

Nascida em Ituiutaba, no Triângulo Mineiro, em 1949, Cláudia Mandim não tinha muito contato com o campo, pelo menos, até se casar aos 17 anos. Casou-se com o fazendeiro Antônio Carlos Gouveia de Morais.

Ficou viúva em 04 de maio de 1979,  aos 29 anos. Ela viu o marido ser assassinado acidentalmente por um irmão após tentar separar uma briga. Os cinco filhos também presenciaram a tragédia.

O episódio é uma produção do Tudo Em Dia com o apoio da usina CRV Industrial.

Enfrentou muitas dificuldades para ingressar no agronegócio, no entanto, encontrou apoio. 

O desafio de criar os filhos sozinha marcou sua vida. Chefiar homens na propriedade rural, não foi nada fácil.

Cláudia Mandim destacou a importância da parceria com a usina CRV Industrial.

No último sábado (26.mar.22), Paulo Fernando Cavalcanti de Morais Filho, sócio diretora da CRV Industrial recebeu Cláudia Mandim para um café. No encontro, assuntos diversos e descontraídos foram abordados.