On-line: 12ª edição do Leilão Direito de Viver tem arrecadação recorde em Capinópolis

Capinópolis, Minas Gerais. A 12ª edição do Leilão Direito de Viver, que angariou recursos financeiros para o Hospital de Amor de Barretos, São Paulo, atingiu recorde de arrecadação em 2021. O valor líquido arrecadado foi de R$232.516,00 (Duzentos e trinta e dois mil, quinhentos e dezesseis reais) — um aumento de aproximadamente 106,2% em relação à 2019, quando foi realizada a 11ª edição do leilão.

O valor arrecadado em 2019 foi R$ 112.725,00 (Cento e doze mil, setecentos e vinte cinco reais) — o leilão não foi realizado em 2020 devido a pandemia de Covid-19.

Segundo Cleidimar Zanotto, um dos organizadores do leilão, os desafios da pandemia não podem impedir o trabalho em favor do Hospital de Amor. “Começamos a campanha em nove de fevereiro de 2020 e tentamos realizar o leilão até 08 de agosto de 2020, esperando que a pandemia desse uma trégua para a realização do evento. Conseguimos muitas doações. Tínhamos duas preocupações — as pessoas com covid-19 e também o Hospital de Amor que cuida de muitas vidas, inclusive dos pacientes de Capinópolis. Diante disso, decidimos esperar, mas o Hospital de Amor sempre pedindo ajuda. Chegou 2021, e vendo toda a dificuldade, decidimos retomar a campanha para realizar o evento neste ano”, disse o coordenador.

Realizado de forma on-line de 26 de junho de 2021 à 03 de julho de 2021, o leilão recebeu doações de 51 cabeças de gado, 3 equinos, 1 suíno, 6 caprinos e 37 prendas.

Durante o leilão, o paciente Gabriel, que venceu uma grande batalha contra um câncer, efetuou uma doação. Na ocasião, Gabriel, que trata no Hospital de Amor Infantil, fez questão de gravar um vídeo, convidando a todos para participarem.

A leitoa, doada pelo paciente, foi arrematada pelo valor de R$1.700 pelo empresário Paulo Filho, diretor da CRV Industrial.

A Usina CRV Industrial efetuou doação de cestas básicas para serem leiloadas, no entanto, decidiu arrematá-las e doá-las à instituições de Capinópolis, Cachoeira Dourada e colaboradores.

Cestas foram arrematadas pela CRV Industrial e doadas às instituições de Capinópolis e Cachoeira Dourada | Foto: Daniel Braga
Cestas foram arrematadas pela CRV Industrial e doadas às instituições de Capinópolis e Cachoeira Dourada | Foto: Daniel Braga

Ainda de acordo com Cleidimar Zanotto, houve temor que o leilão virtual não fosse exitoso. “Aderimos ao leilão virtual ainda com medo de não conseguir uma renda digna, mas Deus com sua infinita misericórdia, sempre coloca a mão quando a causa é justa, do pouco Deus faz muito, e com o leilão, tocamos no milagre. Nunca tivemos um leilão com uma renda tão boa em 13 anos. No grupo do leilão foram 9 dias de alegria, fraternidade e muita solidariedade, e isso nos motiva a ajudar. Queremos agradecer a Deus por nos conceder a oportunidade de ajudar, toda nossa equipe, equipe dos fretes e manejo, equipe do Sindicato dos Produtores Rurais de Capinópolis, todos doadores e arrematadores, todas as pessoas que divulgaram, o nosso muito obrigado por acreditar no trabalho do Hospital de Amor”, finalizou Cleidimar Zanotto.

Os valores arrecadados no leilão serão destinados ao Hospital de Amor de Barretos.

Antes do evento, Tudo Em Dia realizou entrevista ao vivo para esclarecer sobre o funcionamento do leilão virtual. Relembre:

Na entrevista, Érica Fonseca, que também é voluntária na Associação Voluntária de Combate ao Câncer de Capinópolis (AVCC-C), ressaltou a importância do trabalho voluntário no combate ao câncer. A AVCC-C mantém, em parceria com a Secretaria de Saúde do Município de Capinópolis, uma casa de apoio em Barretos-SP.