Por medo, mãe deixa traficante estuprar a filha de 12 anos em Santa Luzia

Suspeito de 20 anos frequentava a casa da adolescente há dois meses. Mãe não denunciou por temer que homem, que tem três passagens policiais, fizesse algo com elas
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Uma menina de 12 anos era estuprada por dois meses por um traficante de Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte. A mãe dela consentia os estupros e disse que tinha medo que o traficante fizesse algo com a filha. O crime foi descoberto pela Polícia Militar durante uma operação de combate a criminalidade violenta na cidade, na madrugada desta sexta-feira (21).

De acordo com a Polícia Militar, militares do Batalhão de Choque receberam uma denúncia de que no bairro Palmital uma garota era estuprada por um traficante, de 20 anos, e a mãe da vítima consentia o crime. 

Os militares foram até o local e a mãe da garota permitiu a entrada dos policiais que encontraram o suspeito pelado no quarto da vítima.  Ele tentou fugir para o banheiro e simular que iria tomar banho. A polícia perguntou aos dois sobre o relacionamento e eles assumiram que estavam juntos há dois meses. 

O suspeito relatou que sabia que a menina tinha apenas 12 anos e que, mesmo assim, considerava estar tendo um “caso” com ela. Ele disse que dormia praticamente todos os dias na casa da vítima. A adolescente disse que não chegou a manter conjunção carnal com o suspeito, na versão dela os dois se masturbavam e ele passava as mãos em suas partes íntimas. Ela disse que isso havia ocorrido pouco antes dos policiais chegarem.

A mãe da adolescente, no entanto, disse que levou a filha em um médico em janeiro deste ano e que foi constatado que a menina já tinha mantido relações sexuais. Foram pedidos uma série de exames, inclusive para HIV. No boletim de ocorrência não consta em qual hospital ela foi atendida e se alguma providência foi tomada em relação ao fato. 

A mãe da vítima disse que sabia dos estupros, mas nunca denunciou o caso por medo de que o homem fizesse algo com a filha, já que ele é traficante na região. O suspeito tem três passagens pela polícia por tráfico de drogas, duas no ano passado e uma neste ano. 

O suspeito foi preso e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Santa Luzia. A mãe da adolescente também foi conduzida para a delegacia por permitir os estupros. A Polícia Civil informou por nota que um inquérito foi aberto para investigar o caso. As apurações seguem na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher de Santa Luzia.

Helicóptero pousa em praça de Santa Luzia durante operação 

Entre a noite desta quinta-feira (20) e madrugada desta sexta-feira, a polícia realizou uma operação contra crimes violentos em Santa Luzia. O helicóptero da Polícia Militar pousou em uma praça do bairro Palmital, em Santa Luzia e chamou a atenção dos moradores. 

Cerca de 50 militares percorreram as ruas dos bairros em combate ao crime de tráfico de drogas. O objetivo era evitar os conflitos entre gangues rivais. A operação foi deflagrada após a morte de um adolescente de 17 anos na Vila Esperança, na última quarta-feira (19). 

Um adolescente de 17 anos foi apreendido com drogas. Ele tentou fugir dos militares e caiu de um telhado. O garoto foi medicado e depois encaminhado à Polícia Civil. 

 

Veja também:

Apoio:

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis

1
2
3
4
5
1
2
3
4
5
1
2
3
4
5

Bloqueador de Publicidade

Detectamos um bloqueador de publicidade no seu navegador. Por gentileza, apoie o jornalismo independente brasileiro

Refresh

error: A cópia do conteúdo do Tudo Em Dia é proibida