Transmissão do coronavírus volta a se aproximar do nível de alerta em BH

Indicador, atualmente, é o único índice da Covid-19 fora dos patamares de risco elencados pela prefeitura da capital
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A transmissibilidade do coronavírus em Belo Horizonte voltou a crescer, e indicador se aproxima do nível de alerta, contado para números de RT acima de 1, nesta terça-feira (11), fechando em RT 0,99.

Nessa segunda-feira (10), ele estava em RT 0,97, e, na última sexta-feira (7), em RT 0,93.  A transmissão, atualmente, é o único índice da Covid-19 fora dos patamares de risco elencados pela prefeitura da capital. 

A ocupação em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) continua no nível mais alto, vermelho, e, a de enfermarias, no de alerta, amarelo. Ambas flutuaram nas últimas 24 horas, mas em movimentos diferentes. Houve queda e alta, respectivamente. Nas UTIs, a taxa passou de 75,3% a 74,7%. Nas enfermarias, de 56,6% a 57,3%.

A incidência de novos casos de Covid-19 por 100 mil habitantes na capital continua com tendência de queda, mas estável, e fechou em 417,6, ante 432,0 no informe epidemiológico anterior. Todavia, o patamar e segurança, que indicaria controle da pandemia, é de 20.

Entre esta terça-feira e essa segunda-feira, foram computados 29 mortes causadas pela doença e 1.320 novos casos confirmados. São 188.098 infecções por coronavírus registradas desde o início da pandemia e 4.595 vidas perdidas na cidade.

De acordo com a prefeitura, 7.181 pessoas estão em acompanhamento por profissionais de saúde e 176.323 se recuperaram em Belo Horizonte.

Veja também:

Apoio:

Alexandre Santos Gomes advogado em Capinópolis

1
2
3
4
5
1
2
3
4
5
1
2
3
4
5

Bloqueador de Publicidade

Detectamos um bloqueador de publicidade no seu navegador. Por gentileza, apoie o jornalismo independente brasileiro

Refresh

error: A cópia do conteúdo do Tudo Em Dia é proibida